21/06/2010

Piso aquecido proporciona conforto sem ocupar espaço

Piso aquecido proporciona conforto sem ocupar espaço

Fonte: Revista do ZAP

Sistema é instalado embaixo do revestimento do chão e aquece não apenas o piso, mas todo o ambiente

Conforto sem ocupar espaços. Essa é a promessa do sistema de calefação por piso radiante – o chamado piso aquecido. Ao contrário do aquecedor a óleo ou do ar-condicionado quente/frio, que ocupam um espaço do chão ou da parede do cômodo, essa tecnologia fica sob o revestimento, no chão, e não é vista – apenas sentida.

piso aquecido-floor heating-inverno

 

A lógica de funcionamento do sistema é física básica: o ar frio desce, o ar quente sobe – como o vapor do chuveiro, no inverno. O aquecimento se dá a partir de um circuito de resistências com cabos aquecedores, colocados sob o contrapiso. “O calor é dissipado por radiação, esquentando não só o revestimento mas todo o ambiente”, explicou o empresário do setor, Daniel Jover, ao programa Estilo Casa&Cia, da TVCOM RS.

Camada de isolamento fica entre a laje e os cabos do circuito

 

Para que a laje não absorva o calor, entre ela e os cabos é colocada uma manta isolante de polietileno, específica para esse fim. Por cima, tudo como em qualquer outra casa: argamassa de regularização (contrapiso) e revestimento de qualquer tipo (carpete, piso frio, parquê, etc). Se o imóvel já estiver pronto, a instalação do sistema exige quebra-quebra, pois o circuito obrigatoriamente precisa estar abaixo do contrapiso, para que haja espessura mínima para camada isolante, cabos, e camada de proteção.

Controle
Em cada ambiente da propriedade existe um termostato, ou até mais de um se o espaço for grande, onde se pode regular a temperatura do espaço. “O confortável para o ser humano é 20 graus, valor que pode variar um grau a mais ou a menos dependendo da idade e do peso da pessoa”, explica Jover.

Uma vez ajustado o termostato, o sistema tem regulação automática e mantém a temperatura interna em equilíbrio, ajustando diferenças em relação ao frio exterior. Por ser dissipado por radiação, o calor aquece todo o ambiente, incluindo roupas e camas, por exemplo, o que também ajuda a evitar o mofo.

Cabos têm 50 anos de garantia

 

Preço e consumo
Segundo Jover, o piso aquecido é um dos sistemas mais econômicos – comparando-se seu funcionamento com o ar-condicionado split, usados para manter o espaço a 20 graus durante as 24 horas do dia, em 30 dias. O consumo, como o preço, varia de acordo com a potência do circuito.

O valor das resistências do sistema, também compradas pela capacidade, segue a mesma lógica – quanto mais potente, mais caro. Considerando as médias térmicas de cada cidade, o custo por metro quadrado fica entre R$ 120 e R$ 180. 

Na opinião da arquiteta Helena Karpouzas, o investimento é muito alto, comparado ao gasto com aquecedores portáteis ou condicionadores de ar, por exemplo. A profissional indica que se use o piso aquecido, se for o caso, nos banheiros das residências.

Daniel Jover contra-argumenta que os cabos usados têm garantia de 50 anos, e que apesar de inicialmente caro, o circuito tem baixa manutenção: a única peça que eventualmente será trocada é o termostato, e ainda assim, garante o empresário, a cada 15 ou 20 anos. “Além disso, valoriza o imóvel, então o custo benefício acaba sendo bem razoável”, finaliza.

>> Saiba como escolher o aquecedor ideal para sua casa
>> Cuidados na escolha e manutenção de aquecedores
>> Lareiras: conheça os tipos, vantagens e desvantagens

Tags: arquitetura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.