23/06/2007

Pisos coloridos e com elegância

Fonte: Jornal da Tarde

Ladrilho hidráulico pode ser usado para compor ambientes tanto rústicos quanto sofisticados

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisPiso feito com ladrilho hidráulico é versátil, podendo ser usado tanto em áreas internas quanto nas externas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eles são comumente vistos em casarões e salões antigos, com muitas décadas ‘nas costas’. Apesar do desgaste do tempo, costumam manter suas cores vivas e a beleza de seus desenhos, sem contar com a elegância de seu desenho clássico. Os pisos feitos de ladrilho hidráulico, plagiando um velho anúncio publicitário de metais para banheiros, costumam durar “mais que sua casa”.

E, de alguns anos para cá, além desse importantíssimo aspecto da durabilidade, eles recuperaram espaço no mercado de materiais de construção por conta de sua versatilidade – são usados em ambientes internos, desde banheiros e cozinhas até salas e quartos; ambientes externos cobertos, como varandas e terraços; e externos descobertos, como quintais e calçadas.

Agüentam bem as intempéries e podem ser usados até de maneira isolada, como detalhes decorativos em meio a um piso de outro material – o mais comum é a aplicação em uma área de cimento queimado, com peças de ladrilhos formando mosaicos decorativos, distribuídos pelo piso.

“Sua variedade de cores e desenhos dá um colorido especial ao ambiente, dá mais vida e alegria”, diz a comerciante Márcia Cionde, que usou esse tipo de piso em sua loja de artesanato nos Jardins, não propriamente um bairro com características de arquitetura clássica. “O ladrilho hidráulico combina muito com o bairro, pois é moderno e ‘fashion’ ao mesmo tempo.”

De fato, o ‘aspecto antigo’ que o piso desse material evoca é uma das razões da procura por ele que se vê em muitos comerciantes, principalmente no ramo de bares temáticos, principalmente os que buscam o clima de cidade dos velhos tempos, dos botequins de esquina de décadas ancestrais. Caso do Bar Quitandinha, na Vila Madalena, que reabriu em 2004, após grande reforma, mas que manteve o piso original de ladrilho hidráulico que o salão da Rua Fidalga, 242, mantém desde a década de 1950, quando ali funcionava uma mercearia e o bairro era mais uma vilinha distante do centro, sem grandes atrativos em termos de infra-estrutura e serviços.

As primeiras peças desse tipo de piso surgiram no Brasil, em São Paulo, a partir do fim do século 19, por obra do italiano Frederic Della Piage, que trouxe na bagagens algumas formas e fundou a primeira fábrica do gênero, a Della Piage, que funciona até hoje, pois, com alguns altos e baixos, o ladrilho hidráulico nunca deixou de ter procura.

O segredo, mesmo, está na junção durabilidade e beleza. “Há casarões em São Paulo nos quais o piso de ladrilho hidráulico tem mais de cem anos e continua com a mesma beleza de quando foram colocados”, diz André Cunha, diretor da Brasil Imperial, um dos maiores fabricantes do produto.

Preço varia conforme o modelo

Por ser um produto de fabricação artesanal, o ladrilho hidráulico costuma custar um pouco mais caros que os pisos de padrão baixo e médio e, dependendo do modelo, pode chegar a valores próximos de porcelanato e, mesmo, mármore. Os tipos mais rústicos, como os de calçada, custam a partir de R$ 30 o metro quadrado. Alguns modelos mais bem acabados, de uso interno, ilustrado podem custar algo em torno de R$ 45 a R$ 50 o metro quadrado. Os mais elaborados, com criações de estampas exclusivas do fabricante ou com desenho mais elaborados, podem chegar a R$ 150 o metro quadrado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.