31/05/2016

Pisos para cozinha: confira dicas e modelos disponíveis no mercado

Veja as vantagens, desvantagens, cuidados e onde encontrar

Fonte: ZAP em Casa

Veja as vantagens e desvantagens dos pisos para cozinha

São tantos modelos disponíveis no mercado de pisos para cozinha que é difícil saber qual o melhor, suas vantagens e desvantagens.

+ Faça seu cadastro no ZAP em Casa e fique por dentro das últimas de decoração

+ O ZAP em Casa quer a sua opinião: clique aqui e conte o que você quer ver por aqui

Existem diversos tipos de piso para cozinha. De acordo com Sillas de Souza Cezar, gestor da unidade Master House Perdizes, muitos pisos  que antes eram usados somente em ambientes externos estão sendo adaptados atualmente para dentro das casa, em especial nas cozinhas. A principal razão dessa mudança, além da questão estética, é a facilidade de limpeza associada a resistência da umidade.

Esses pisos são basicamente composições de alguns poucos materiais, como pedras, cerâmicas, cimentos, vidros ou PVC.Os pisos puros mais comuns são cortes de pedras, principalmente de granitos, mármores, ou pedra portuguesa.

Além disso, Sillas deu algumas dicas de pisos e revestimentos para cozinha e contou suas vantagens e desvantagens. Confira!

Pisos cerâmicos

Piso porcelanato para cozinha
Tem como base comum a argila. Precisam ser levados ao forno a uma determinada temperatura, e resultam em materiais de alta resistência. Elas podem ser compostas com porcelana, que resultam no piso porcelanato (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Pisos vidrosos

Modelo de piso para cozinha do tipo vidroso
Os mais comuns são feitos com pastilhas. Porém existem pastilhas feitas com outros materiais, como pedra e materiais orgânicos, além das produzidas em inox e também as metálicas. Geralmente as pastilhas são encontradas nas paredes, porém podem ser usadas no piso e dar um ar mais divertido ao ambiente (Foto: Reprodução/Shutterstock)

 

Pisos sintéticos

Veja as opções de piso e revestimento cozinha, como piso vinílico e outros pisos de cozinha
São os obtidos em processos que misturam materiais. Nesse caso, têm-se os pisos de cimento, como por exemplo, os pisos de cimento queimado, concreto ou ladrilho hidráulico, pisos de base PVC, como os vinílicos, ou ainda os pisos epóxis cuja base são resinas adesivas (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Quais as vantagens e desvantagens de cada tipo de piso para cozinha?

Em geral, todos esses pisos são resistentes. Contudo, cada um deles possui propriedades particulares, o que os tornam mais apropriados a cada uso. Além disso, os preços variam muito, de forma que a decisão de compra pode ser fortemente afetada por esse fator.

Geralmente, usam-se pedras puras em lugares que privilegiam sofisticação, qualidade e durabilidade. A instalação desses pisos é altamente especializada, demandando cuidados adicionais que encarecem ainda mais seu uso. Sua durabilidade, no entanto é inquestionável. Deve-se lembrar que os templos romanos e gregos do século VII antes de Cristo ainda possuem pisos, paredes, colunas e esculturas em mármore, alguns dos quais intactos até hoje. São pisos que podem ser limpos com água e sabão neutro. No entanto, são sensíveis a produtos abrasivos que usam cloro ou excesso de soda caustica em suas composições.

modelo de piso para cozinha: veja as opções
Para áreas de grande circulação aposte nos pisos sintéticos (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Os pisos sintéticos podem ser boas opções para áreas de grande circulação, como os de concreto, cimento queimando, ou os mais modernos de epóxis. Esses pisos são comuns em estacionamentos, áreas comerciais, embora atualmente tenham ganhado muito prestigio em áreas internas de residência, como salas sociais, mas principalmente nas cozinhas. São de fácil manutenção, mas sua instalação nem sempre é simples e as vezes inviável para ambientes muito pequenos.

Os pisos cerâmicos, bastante comuns nas cozinhas em geral, são opções conhecidas do publico. Seus preços variam muito em função da qualidade, materiais utilizados ou de acabamento estéticos. Os pisos cerâmicos com porcelana têm sido bastante usados ultimamente, pois aliam qualidade e durabilidade a preços que, apesar de mais caros do que as cerâmicas convencionais, compensam no longo prazo, dado a facilidade de manutenção e efeito visual que oferecem. Hoje em dia há pisos de porcelanato que imitam madeira, cimento queimado, granito, etc. Dependendo do caso, acabam sendo uma opção econômica, pois por mais que sejam mais caros do que cerâmicas convencionais, são mais baratos do que pisos de pedras puras, com efeito estético aproximado.

Piso vinílico para cozinha
O vinílico é feito com borracha, é ecologicamente correto e imita madeira de demolição (Foto: Rerpodução/Shutterstock)

Nesse grupo existem ainda os ladrilhos hidráulicos, que via de regra trazem estampas coloridas que bem utilizadas dão personalidade e alegria aos ambientes. Os modelos mais simples não são caros. Contudo, o uso intenso que se verifica ultimamente fez os preços aumentarem significativamente. Podem ser personalizados.

Por fim, as pastilhas são pisos que usam principalmente o vidro em sua composição. O uso em cozinhas tem se difundido ultimamente, mas requer cuidados tanto na instalação quanto na manutenção. O ponto positivo é que oferecem sensação de modernidade aos ambientes.

Como cuidar de cada revestimento para cozinha?

Os pisos de pedra são os que requerem menor manutenção, pois água e sabão neutro dão conta de limpá-los. No entanto, limpeza fácil não quer dizer cuidado fácil. Por serem porosos, podem manchar se não forem adequadamente tratados. Por essa razão, não se recomenda uso de produtos de limpeza convencionais, como limpadores instantâneos, cloro, etc.

Limpeza de piso para cozinha
Para quem busca uma manutenção mais fácil e prática, os pisos de pedra requerem cuidados com água e sabão (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Em oposição as pedras, os pisos de vinil são os que mais demandam cuidados. Alguns deles só devem ser limpos com produtos próprios, o que deve ser ponderado na hora da compra.

Os pisos a base de cimento são mais quebradiços, algo menos comum nas cerâmicas de boa qualidade, especialmente os porcelanatos, que também são mais resistentes a riscos e comportam bem uso de produtos de limpeza convencionais. Entretanto, é importante se ater as recomendações dos fabricantes quanto a manutenção, pois existe bastante variação em relação a qualidade de pisos de um mesmo tipo.

Onde podem ser encontrados os pisos para cozinha?

De maneira geral, os pisos cerâmicos podem ser encontrados facilmente em grandes lojas de material de construção e mesmo pisos fora de catálogo podem ser achados em lojas especializadas nisso, chamadas no mercado de cemitérios de azulejos. Existem várias por ai. Algumas dessas grandes lojas vendem pisos de pedras mais baratas como ardósia, opção pouco comum hoje em dia para cozinhas.

Piso para cozinha americana
Lojas de materiais de construção são sempre uma boa pedida para procurar os mais diversos pisos (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Uma ou outra dessas lojas vendem granitos ou mármores. Essas pedras mais caras são normalmente encontradas em lojas especializadas. As vendas são normalmente oferecidas com o serviço de colocação.

Pisos vinílicos ou epóxi são mais difíceis de serem encontrados em grandes lojas. Quando elas oferecem, são em opções reduzidas. Há maior oferta de preço e qualidade em lojas especializadas, que não raro, atendem pela internet.

 

+ Veja dicas para a instalação do piso vinílico

+ Saiba como envernizar madeiras de móveis e pisos

+ Saiba quais os pisos ideais para sua garagem

+ Use cimento queimado em pisos e paredes

+ Use pisos divertidos nos quartos das crianças

+ PVC e vinílico são apostas para os pisos

+ Saiba como revestir paredes e pisos da sua casa

+ Conheça as vantagens e desvantagens dos tipos de piso e escolha o seu

2 Comentários

  1. Olá, Jeovane! Como está? Dependendo do piso, é possível utilizá-lo em outras partes do cômodo. Mas para ter um projeto mais adequado e personalizado, o ideal é ter a ajuda de um profissional! Continue acompanhando as novidades aqui na revista. 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.