24/02/2010

Planejamento e organização nos cantinhos de estudo

Fonte: O Globo
Eliane Fiúza e Henrique Medeiros recorreram à marcenaria de linhas retas e acabamentos neutros (Fotos: Divulgação)
Eliane Fiúza e Henrique Medeiros recorreram à marcenaria de linhas retas e acabamentos neutros (Fotos: Divulgação)

Passado o carnaval, é hora de mergulhar nos estudos ou no trabalho. Que tal ter em casa um cantinho planejado com cuidado para se concentrar melhor nessas horas? Em seus projetos, os arquitetos buscam soluções criativas em mobiliário e arrumação para acomodar computador, bancada de leitura, livros, cadernos e outros apetrechos. O objetivo é criar um ambiente que facilite a organização.

No ambiente de estudos projetado para o quarto de uma adolescente de 15 anos, a dupla de arquitetos Eliane Fiúza e Henrique Medeiros recorreu à marcenaria de linhas retas e acabamentos neutros, como laca branca e folhas de madeira natural. A iluminação direta destaca a bancada de vidro temperado com espaço para duas cadeiras e os nichos que guardam livros e cadernos. O vermelho e o laranja das paredes quebram a monotonia do quarto.

De acordo com Eliane Fiúza, o objetivo do projeto é aumentar a vida útil ao ambiente e criar espaços de fácil acesso para que o canto de estudos possa estar sempre bem organizado.

Leveza e modernidade conduzem o projeto de Andrea Chicharo
Leveza e modernidade conduzem o projeto de Andrea Chicharo

“Espaços e nichos devem acomodar separadamente a torre do computador, o teclado, a impressora e os CDs/DVDs. Os fios devem ser embutidos, deixando a bancada o mais livre possível para apoio de livros e cadernos. Com o canto de estudos bem planejado, o estudante toma gosto por usar o local com frequência, em vez de se jogar na cama ou no chão, com o material escolar espalhado”, diz a arquiteta.

Já no projeto da arquiteta Andrea Chicharo para uma moça de 18 anos, na parede ao lado da bancada de estudos – de marcenaria laqueada de branco – foram criados nichos e armários com portas de correr. Para dar um toque mais moderno e leve ao mobiliário, as portas são de acrílico leitoso e alumínio.

“Criei um ambiente que pudesse guardar todos os materiais de estudo de uma adolescente. Esse cantinho fica sobre um tablado, ao lado da cama”, explica a arquiteta.

Cantinho de estudo projetado pela arquiteta Kelly Fernandes para a Todeschini Ilha
Cantinho de estudo projetado pela arquiteta Kelly Fernandes para a Todeschini Ilha

Já no quarto infantil da arquiteta Kelly Fernandes, criado para a Todeschini Ilha, a bancada de estudos fica numa quina, entre duas paredes, e se prolonga por uma delas, servindo de prateleira para objetos de decoração da mocinha. Todo o mobiliário fica acoplado a um painel de madeira mel, com as portas de armários em laca branca.

“Os nichos foram inseridos na parte de cima do painel para abrigar bichos de pelúcia ou bonecas, dando leveza, porém, sem prejudicar ou ocupar demasiadamente o espaço destinado para o móvel de estudo”, diz a arquiteta.

LEIA MAIS:

MODA DOS TONS FLÚOR GANHA ESPAÇO TAMBÉM NA ARQUITETURA DE INTERIORES

DICAS PARA DEIXAR OS AMBIENTES MAIS FRESCOS NO VERÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.