11/08/2008

Plantas podem deixar ambientes mais belos e saudáveis

Fonte: Globo online

Especialistas destacam que as folhagens também têm ainda o poder de aumentar a umidade relativa do ar, especialmente em ambientes onde há aparelhos de ar-condicionado

RIO – Não há dúvidas de que as plantas dão vida e tornam o ambiente mais bonito e acolhedor. Há quem defenda a idéia de que as plantas dentro de casa trazem benefícios à saúde. O engenheiro agrônomo Ingo André Haberle é um deles. Ele ressalta que as plantas, além de acalmar as pessoas, conforme os preceitos da cromoterapia, que aponta o verde e o azul como cores tranqüilizantes, também são capazes de purificar o ambiente, retirando os gases e poluentes nocivos à saúde. E mais: para muitas pessoas, o cuidado diário com as plantas pode significar uma tarefa prazerosa e terapêutica. Entre as belezas naturais recomendadas pelo agrônomo para ser cultivadas dentro de casa estão as orquídeas, as bromélias, as palmeiras (ráfia, chamaeodorea, areca-bambu), a costela-de-adão, jibóia, pleomele verde e zâmia. Em geral, são plantas que não necessitam de muita luz e de água. Devem ser regadas uma vez por semana.

Zap o especialista em imóveisFlores e plantas na residência podem proporcionar maior disposição para o dia

 

As plantas têm o poder de neutralizar o efeito dos gases tóxicos encontrados em ambientes fechados porque os absorvem e os transformam em nutrientes. Num lar, onde todos saem para trabalhar e as janelas ficam fechadas, as plantas são excelentes para purificar o ambiente – afirma Haberle , da Trapiflora, que realiza palestras em entidades como o Crea – RJ (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura).

Ele destaca que as plantas também têm ainda o poder de aumentar a umidade relativa do ar, especialmente em ambientes onde há aparelhos de ar-condicionado. Haberle também diz que é mito a idéia de não se ter planta nos quartos devido a uma possível disputa por oxigênio durante a noite. A única ressalva que Haberle faz é referente ao uso adequado do adubo.

É bom evitar plantas com adubo feito de esterco, porque a celulose gera fungos, podendo provocar as crises alérgicas. Dê preferência aos vasos com adubo feito de casca de árvores. Hoje boa parte das floriculturas trabalha com esse tipo de produto, reforça o engenheiro.

Para o médico José Laerte Boechat, mestre em alergia e imunologia pela UFRJ e professor da pós-graduação em alergia da Uerj, as plantas filtram, parcialmente, o ar do ambiente. Porém, nos casos de crianças com histórico de alergia respiratória, as plantas podem influenciar indiretamente as crises por conta do aumento da umidade relativa do ar, dos fungos comuns na terra e do acúmulo de poeira nas folhas. Boechat também explica que no Brasil são raros os quadros alérgicos desencadeados por conta do pólen das plantas, com exceção do Sul do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.