07/05/2012

Poltronas com toques femininos e delicados perfeitas para as mães

Fonte: O Globo

Selecionamos várias opções delicadas e confortáveis para elas descansarem sua beleza

Poltronas com toques femininos e delicados perfeitas para as mães
A poltrona Gigi, assinada por Amélia Tarozzo, tem acabamento em freijó e revisteiro pendendo do braço: R$ 2.755 no showroom Hetty Goldberg (Foto: Fabio Rossi)

Os pais, há muito, ganharam no mercado de mobiliário e decoração uma poltrona para chamar de sua. Nada contra! Mas será que as mães têm mesmo que se contentar com as cadeiras de amamentação, com tecidos que geralmente têm muito mais a ver com a decoração do quarto do bebê do que com o seu conforto? Claro que não. Por isso, fizemos uma seleção de poltronas, com toques femininos e delicados, para inspirar as mães, de todas as idades, que trabalham, em casa ou na rua, a criar um cantinho só seu, para o delicioso momento de jogar as pernas para o ar e não pensar em nada.

“É difícil, hoje em dia, criar ambientes sensoriais na casa. Mas é fundamental ter um lugar onde se possa relaxar e fugir do barulho da cidade”, diz a arquiteta Ecatherina Brasileiro.

Poltronas com toques femininos e delicados perfeitas para as mães

Para Ecatherina, um cantinho assim deve ter além da poltrona favorita da mamãe, almofadas de algodão (que são mais confortáveis), luz e música suaves e, quem sabe até, algumas velas. Ou, como acrescenta a arquiteta Carmem Zaccaro, elementos que tirem a mulher da rotina do dia a dia, sejam eles quais forem:

Poltronas com toques femininos e delicados perfeitas para as mães

“Pode ser um aquário, se a pessoa gostar de ficar olhando os peixes, uma fonte com barulhinho de água correndo ou até mesmo um canto cheio de livros e revistas, se ela se dedica à leitura, além de cores que a tranquilizem.”

A única regra básica é respeitar gostos e desejos da mãe e instalar o cantinho no ambiente que ela se sentir melhor: pode ser a sala, o quarto, não importa. Mas e a poltrona? Como escolher? As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental. E o conforto, claro, essencial.

Ter um pufe para esticar as pernas é uma das boas opções. A lounge chair, de Charles Eames, é clássica. E apesar de ter um jeitão masculino pode ganhar outra vida com uma mudança simples: a cor do couro. Branca, num ambiente de cores claras, fica uma graça. Também com pufe vem a poltrona “Copacabana”, do designer Fernando Jaegger, feita de madeira e com estofado estampado e geométrico. Outra opção está à venda na Edno Interiores: de madeira, estilo retrô e patchwork de tecidos no estofado.
Poltronas com toques femininos e delicados perfeitas para as mães

Para quem gosta de ambientes mais delicados, pode ser um achado a poltrona da Oficina 2. Roxa com almofada de tecido estampado pela Farm, é daquelas que dá vontade de ficar bem emboladinha. Outra opção, a “Carbono 27”. Com base de ferro e estofado de tecido, a poltrona assinada por Marcus Ferreira tem flores de crochê “costuradas” à estrutura e encosto captonado. Mas se a mãe é do tipo garotona, ela provavelmente vai amar voltar à infância com a poltrona “Emília”, da Lattoog. Inspirada nos cabelos da bonequinha criada por Monteiro Lobato, a peça tem o estofado todo feito de nozinhos de lycra reciclada em cores vivas.

LEIA MAIS:

Figura feminina inspira a criação de móveis, objetos e tecidos

Blogs dão dicas bacanas de como mudar ambientes da casa com estilo

Poltronas com toques femininos e delicados perfeitas para as mães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.