05/01/2007

Prazo extenso é necessário, diz associação

Fonte: Jornal da Tarde

Os representantes dos clientes que buscam financiamentos imobiliários criticam prazos muito longos, mas não enxergam alternativa para evitar a ocorrência de fraudes na liberação do crédito habitacional. “É um mal necessário. São atos que precisam ser feitos, no meu entender, para garantir a segurança para o banco e mutuários no momento da assinatura do contrato”, … Continue lendo “Prazo extenso é necessário, diz associação”

Os representantes dos clientes que buscam financiamentos imobiliários criticam prazos muito longos, mas não enxergam alternativa para evitar a ocorrência de fraudes na liberação do crédito habitacional. “É um mal necessário. São atos que precisam ser feitos, no meu entender, para garantir a segurança para o banco e mutuários no momento da assinatura do contrato”, afirma Amauri Bellini, presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH).

Uma das exigências dos bancos para garantir a liberação do dinheiro para os vendedores de imóveis, por exemplo, é a averbação do negócio no registro de imóveis, que não é feita no mesmo dia.

Bellini reclama, porém, do tratamento que costuma ser dado a quem se candidata a um financiamento habitacional junto ao banco. “As instituições ainda não vêem muitas vantagens em oferecer o crédito imobiliário, é uma opção que não reverte em lucros. Existe uma série de processos burocráticos que precisam ser cumpridos, e nem sempre os bancos auxiliam os mutuários nesse caminho.”

O primeiro obstáculo, cita o presidente da ABMH, pode surgir logo quando o interessado tem de abrir uma conta corrente no banco em que pretende fazer o financiamento. “Só isso já demanda um certo tempo. Depois, ainda há a burocracia de se aprovar a renda e adequar o valor financiado ao salário do mutuário. Essa etapa é muito importante, para evitar um endividamento que prejudique o consumidor, mas não deve demorar demais.”

A próxima etapa é a avaliação do imóvel, geralmente realizada por empresas terceirizadas. “Esse processo depende da disponibilidade de terceiros e demanda certo tempo para ser concluído”, diz Bellini.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.