18/07/2017

Preço de locação de imóveis termina primeiro semestre em queda

Segundo o Índice FipeZAP os preços ficaram abaixo da inflação

Fonte: ZAP em Casa

De acordo com os números divulgados pelo Índice FipeZAP, o preço médio de locação no País ficou abaixo da inflação. Segundo os dados da pesquisa o preço médio de locação residencial mostrou uma variação de – 0,12% entre maio e junho de 2017.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Entre as cidades que mostraram essa queda, a variação mais intensa foi em: Fortaleza (-1,33%), Goiânia (-1,28%) e Rio de Janeiro (-1,10%). Já entre as que registraram aumento, destacaram-se: Florianópolis (+1,26%), São Bernardo (+0,79%) e Curitiba (+0,56%).

De uma maneira geral, o Índice FipeZAP de Locação terminou o primeiro semestre de 2017 com uma alta nominal de 0,47%, resultado que, frente à inflação acumulada de 1,18% no período implica uma queda de 0,70% no preço médio de locação, em termos reais.

(Foto: Shutterstock)

Se considerarmos os últimos 12 meses, o Índice aponta recuo nominal de 1,01% no preço médio de locação. Entre as cidades monitoradas, a queda observada foi mais intensa em: Rio de Janeiro (-5,60%), Campinas (-5,58%) e Salvador (-2,23%). Já em relação às cidades que registraram aumento no preço, no mesmo período, destacaram-se: Santos (+2,50%), São Bernardo (+2,11%) e São Paulo (+1,59%). Considerando-se a inflação acumulada nos últimos 12 meses (+3,0%, segundo o IPCA/IBGE), o Índice FipeZAP de Locação contabiliza queda de 3,89%, em termos reais.

Em junho, o valor médio do aluguel de imóveis nas cidades monitoradas foi de R$ 28,65/m². São Paulo desponta como a cidade com o maior valor médio por m² do país (R$ 35,83), seguida por Rio de Janeiro (R$ 33,79) e Distrito Federal (R$ 29,52). Já entre as cidades com o valor do aluguel mais barato por m² no mês de análise, é possível destacar: Goiânia (R$ 15,01), Fortaleza (R$ 16,33) e Curitiba (R$ 16,54).

Os preços considerados para o cálculo da pesquisa são referentes se a anúncios para novos aluguéis. Ou seja, o Índice FipeZAP de Locação não incorpora no cálculo a correção dos aluguéis em contratos vigentes (cujos preços são comumente reajustados periodicamente pelo IGPM/FGV – Índice Geral de Preços do Mercado/Fundação Getúlio Vargas – ou índices similares, de acordo com os contratos estabelecidos). Desta forma, o Índice FipeZAP de Locação representa de forma mais dinâmica a evolução da oferta e da demanda por moradia ao longo do tempo. Com base em dados de junho, o retorno médio anualizado do aluguel manteve-se em 4,3%.

(Foto: Felipe do Vale)

+ Preço médio de venda de imóveis mostra novo recuo

+ Imóveis comerciais tem novo recuo em maio

+ Preço médio para locação de imóveis mantém estabilidade em maio

+ Índice FipeZAP registra maior queda nos preços dos imóveis desde 2012

+ Preço dos imóveis comerciais continua em queda em abril

+ Expectativa de queda nos preços recua no primeiro trimestre de 2017

+ Preço médio de locação de imóveis registra leve alta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.