22/03/2017

Preços de imóveis comerciais apresentam nova queda em fevereiro

Rio de Janeiro se manteve no topo do ranking de venda, com o valor mais caro por m²

Fonte: ZAP em Casa

De acordo com dados do Índice FipeZAP Comercial, os preços dos imóveis registraram um novo recuo em fevereiro. No caso da venda, os preços apresentaram variação nominal de – 0,23%, entre janeiro e fevereiro de 2017. Já os preços de locação recuaram 0,20%, na mesma base de comparação.

+ Faça seu cadastro no ZAP em Casa e fique por dentro das últimas de decoração

+ O ZAP em Casa quer a sua opinião: clique aqui e conte o que você quer ver por aqui

Com base na variação acumulada nos últimos 12 meses, os preços de venda e locação apresentam queda nominal de 2,95% e 7,55%, respectivamente. Em termos reais, levando-se em conta a inflação acumulada no período (5,35%, de acordo com o Índice Nacional de Preços do Consumidor Amplo / Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os preços dos imóveis comerciais registraram recuos de 7,36%, e 11,75%, respectivamente.

imóveis comerciais
Rio de Janeiro se manteve no topo do ranking de venda, com o valor mais caro por m² (R$ 11.242) (Foto: Shutterstock)

A comparação feita entre o investimento em imóveis comerciais é uma alternativa de menor risco (o Certificado de Depósito Interbancário – CDI*) mostra que, desde 2015, o investidor de imóveis comerciais tem incorrido em perdas. Em fevereiro de 2017, os proprietários de saletas comerciais tiveram um retorno médio de 2,2% com o aluguel (fruto da combinação entre a renda média dos alugueis e a taxa de valorização de seus ativos), ao passo que o CDI, referência para diversas aplicações financeiras no mercado, rendeu 14,0%, .

Em fevereiro, o valor médio do m² anunciado nos municípios monitorados foi de R$ 10.061, para venda, e R$ 42,42 para locação de imóveis comerciais. Rio de Janeiro se manteve no topo do ranking de venda, com o valor mais caro por m² (R$ 11.242), enquanto São Paulo lidera com o maior preço médio de locação (R$ 45,39) e a maior taxa de rentabilidade do aluguel, com retorno anualizado de 5,6%.

comercial-1

comercial-2

comercial-3

+ Sobe para R$ 1,5 milhão o valor máximo para comprar um imóvel com FGTS

+ Saques do FGTS serão liberados a partir de março

+ Minha Casa Minha Vida anuncia mudanças

+ Oportunidade: quando o juro desce, o imóvel sobe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.