15/07/2007

Prédio tem link direto na rede

Fonte: O Estado de S. Paulo

Condomínio em Moema é o provedor de 120 apartamentos que pagam R$ 11 por mês

Tiago Queiroz/AEZap o especialista em imóveisPesquisa – Síndico Weber Capozzi cotou orçamentos de cerca de 15 empresas de telecomunicações

 

 

 

 

 

 

 

 

Internet de alta velocidade por R$ 11 ao mês? Sim, isso é possível. No residencial International Duplex, em Moema, o síndico Weber Capozzi conseguiu uma façanha não tão complicada, mas pouco conhecida. Implantou um link próprio no prédio, cuja taxa de transferência é de 9 megabits. Traduzindo: o condomínio é o próprio provedor de internet de todos os 120 apartamentos.

Há seis meses no cargo, Capozzi, que é engenheiro e professor de Física Quântica, quis modernizar o prédio. O residencial já contava com internet e telefone em todas as unidades – com taxas incluídas no valor do condomínio -, mas o serviço era insatisfatório. “Quando assumi, abri concorrência para contratar uma nova empresa e surgiram umas 15 ofertas”, conta.

Com ajuda da administradora do condomínio, a Hubert, o síndico analisou todos os orçamentos, entre eles de empresas como Embratel, Telefônica, e outras operadoras VoIP (serviço de voz via IP), como a Transit Telecom, e acabou escolhendo a Telemar. “Demos preferência porque é nacional e ofereceu as melhores condições”, explicou. Além disso, os equipamentos inclusos no contrato são de última geração e o custo da instalação do link foi zero. “A empresa bancou o investimento em troca de um contrato de dois anos.” A única despesa é a taxa de manutenção: R$ 11 para internet e R$ 9 para telefonia.

Como o condomínio é o provedor do serviço, a rede própria tem um software que gerencia o tráfego e garante a qualidade do sinal para os computadores. O programa obedece até a um código de ética. “Caso as consultas sejam muito invasivas ou a taxa de download seja muito grande na unidade, o sistema reduz a velocidade de conexão”, afirma. Em cada apartamento é possível ainda se conectar na rede pelo sistema Wi-Fi (sem fio). “Basta o morador comprar o equipamento para o computador captar o sinal”, explica Capozzi.

O residencial ainda tem um portal na internet, que facilita o serviço de administração do condomínio. “Temos todas as informações sobre prestações de contas, quadro de aviso, mural cultural e até chat de bate-papo entre vizinhos.”

Telefonia

O serviço de telefonia é gerenciado pelo condomínio via aparelho PABX. E como o contrato é coletivo, a operadora oferece descontos nas tarifas telefônicas. “As nossas ligações locais são 20% mais baratas e os nossos DDIs são mais baixos que os do mercado”, afirma Capozzi. Entre vizinhos, não há cobrança das chamadas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.