05/08/2008

Prédios ecológicos prometem economia de até 30% no condomínio

Fonte: Globo online

Entre as adaptações mais utilizados para reduzir os gastos estão os sistemas de captação de água de chuva e de tratamento de esgoto, coleta seletiva de lixo, torneiras com temporizadores e iluminação com sensores de presença

Zap o especialista em imóveisPersianas proporcionam maior aproveitamento da luz natural

RIO – A preocupação com o meio ambiente e a consciência de que é preciso preservar os recursos naturais vêm despertando um novo estilo de vida para algumas pessoas. A veterinária Luciane Yaeko Amano, de 29 anos, é uma delas. Ela conta que os itens ecológicos de um novo condomínio lançado no Butantã, Zona Oeste de São Paulo, foram decisivos na hora da escolha de seu apartamento. Os preços das unidades regulam com a média do mercado. Os lançamentos ecológicos ainda prometem economia aos proprietários no futuro.

A expectativa, segundo a Ecolife, é de que o preço das taxas do condomínio seja entre 20% e 30% mais baixo que os demais apartamentos. Mas, isso se todos os preceitos ecológicos entrarem, efetivamente, na prática como a venda do lixo e a reutilização da água.

Em breve, ela passará a morar no condomínio Ecolife Cidade Universitária, que conta com uma série inovações ecológicas. Entre eles, sistemas de captação de água de chuva e de tratamento de esgoto, coleta seletiva de lixo, torneiras com temporizadores, iluminação com sensores de presença, uso de lâmpadas de baixo consumo, hidrômetros e gasômetros individuais, além de um pomar e um herbário, para que os moradores, e principalmente as crianças, tenham contato com frutas e verduras diretamente da natureza, vendo-as crescer e aprendendo a cuidá-las, além de poder colhê-las diretamente no pé.

Luciane diz que fez questão de conhecer de perto os tais itens sustentáveis e gostou do que viu. – Vi o sistema de tratamento de água, que funciona no subsolo do prédio. Lá, é feita a captação da água usada nas pias e chuveiros que após ser tratada é reutilizada para ser usada nos vasos sanitários. Também fiquei satisfeita com a forma como a coleta seletiva é feita. Além das duas lixeiras, para lixo orgânico e os reciclados, em cada andar; no térreo, há também dois ambientes distintos onde é armazenado cada tipo de lixo. Isso acabou com aquela desconfiança de que vão juntar todo o lixo. Eu ainda acompanhei o treinamento dado aos funcionários do prédio – relata Luciane. Lá, também há caixas de coleta da água da chuva, que após passa por um sistema de filtragem, é usada na irrigação das áreas verdes.

Zap o especialista em imóveisTorneira com temporizador, a água é reutilizada nos vasos sanitários

Interessada em assuntos relacionados ao meio ambiente, ela também garante que participará do treinamento a ser dado aos condôminos, quando o prédio estiver com índice de 25% de usa taxa de ocupação. – Acho bacana participar. Afinal, nós poderemos reduzir o valor da taxa do condomínio com a venda do lixo e fazendo economia de luz e água. Já estamos pensando em também fazer a coleta de pilhas e baterias, independentemente do condomínio. Costumo dizer que estamos fazendo um bem para a humanidade – afirma a veterinária.

O Ecolife Cidade Universitária é um dos primeiros empreendimentos da construtora Ecoesfera, que pretende marcar presença no mercado imobiliário com seus prédios verdes. No lançamento do Ecolife do Recreio, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, há ainda mais itens sustentáveis. Um dos destaques é a churrasqueira, que dispensa carvão vegetal, funciona a gás e por meio de pedras vulcânicas, livrando o ambiente da fuligem.

Cada unidade contará com uma churrasqueira na varanda. Nos apartamentos também será instalada um modelo de persiana, que aumenta a entrada de luz natural (sol), dispensando o uso da eletricidade. Na cobertura serão instaladas placas de captação de energia dos raios solares, que deverão ser armazenados em baterias. Essa energia é utilizada pelo condomínio em algumas áreas comuns.  Ao todo são 15 empreendimentos verdes,11 no Estado de São Paulo e quatro no Estado do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.