31/01/2012

Prefeitura de Porto Alegre começa a digitalizar arquivos de imóveis

Prefeitura de Porto Alegre começa a digitalizar arquivos de imóveis

Fonte: Revista do ZAP

O processo, realizado pela Secretaria Municipal da Fazenda, compreende também a triagem e organização de cerca de 180 mil envelopes contendo 1,5 milhão de documentos

A partir desta terça-feira, 31 de janeiro, a prefeitura de Porto Alegre começa a digitalização dos arquivos de registro de imóveis da capital gaúcha cadastrados a partir de 1957.

Divulgação

Técnicos da Procempa organizam e digitalizam os arquivos de imóveis de Porto Alegre


De acordo com a prefeitura de Porto Alegre, o processo será feito pela Secretaria Municipal da Fazenda (SMF) com o uso de softwares para Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED), que têm como finalidade “garantir a segurança dos documentos e trazer agilidade na prestação de informações e no atendimento aos cidadãos.”

O processo compreende também a triagem e organização dos cerca de 180 mil envelopes contendo 1,5 milhão de documentos (entre eles: questionário Individual de Cadastro de Imóveis, croquis de vistoria, plantas arquitetônicas, contratos de compra e venda e de usucapião. parecer fiscal, matrículas e fotos dos imóveis).

Atualmente, esse material está armazenado em grandes silos, cadastrados por ordem alfabética de ruas, ocupando parte do segundo andar do prédio da prefeitura. O processo de digitalização já inicou há alguns meses. Na última sexta-feira, 27 de janeiro, as primeiras caixas, contendo aproximadamente 804 lotes, foram enviadas da SMF à Procempa (Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação de Porto Alegre).

A central da GED está instalada no anexo da Procempa e tem estrutura para atender a todas as secretarias. O banco de dados, por sua vez, será alocado no DataCenter da Procempa.

O trabalho de digitalização será realizado em parceria com a empresa Informática dos Municípios (IMA), de Campinas. Técnicos da IMA ficarão em Porto Alegre durante as próximas quatro semanas até a efetiva implantação e treinamento dos operadores locais. Quatro técnicos irão trabalhar na digitalização e três atuarão na triagem e organização do material da Fazenda.


Leia mais:
>> Proposta obriga cartórios a avisar sobre descontos para registro de imóveis
>> Dicionário mobiliário: entenda as plavras usadas em contratos e registros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.