15/09/2017

Prefeitura de SP anuncia reajuste de 3% no IPTU

Cerca de 30% dos imóveis devem sofrer o aumento

Fonte: ZAP em Casa

Na última terça-feira (12), o prefeito de São Paulo, João Doria anunciou que não vai revisar em 2017 a Planta Genérica de Valores (PGV), que serve como base para o cálculo do IPTU. Dessa forma, cerca de 70% dos imóveis que pagam o imposte devem sofrer reajuste apenas pela inflação, em torno de 3%.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Essa revisão da PGV, era para ter acontecido ainda este ano, já que segundo uma lei municipal é prevista a atualização a cada 4 anos, e a última foi em 2013.  Como essa revisão poderia ocasionar aumentos em diversos bairros da capital, o prefeito afirmou que não vai fazer a atualização.

(Foto: Shutterstock)

Os outros 30% devem sofrer aumentos superiores à inflação, pois ainda não sofreram reajuste referentes a revisão de 2013 da PGV, que ocorreu na gestão de Fernando Haddad. Na época, a Câmara aprovou a revisão com valores bem variados em toda a cidade, sendo que o aumento ocorreria nos bairros centrar e mais nobres, e na periferia ocorreu uma redução.

Na época, a revisão do IPTU trouxe bastante dor de cabeça para o então prefeito, Haddad, que chegou a enfrentar um processo judicial até conseguir adotar os novos valores do IPTU.

+ Crescimento imobiliário de 2014 poderá voltar só após 2019

+ Imóveis comerciais tem novo recuo em maio

+ Preço médio para locação de imóveis mantém estabilidade em maio

+ Índice FipeZAP registra maior queda nos preços dos imóveis desde 2012

+ Preço dos imóveis comerciais continua em queda em abril

+ Expectativa de queda nos preços recua no primeiro trimestre de 2017

+ Preço médio de locação de imóveis registra leve alta

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.