17/04/2012

Prepare-se: montar a casa nova pode ser um pesadelo

Fonte: Jornal da Tarde
Prepare-se: montar a casa nova pode ser um pesadelo
Problemas contra lojas e fabricantes de móveis crescem (Foto: Divulgação)

Comprar a casa própria e mobiliá-la têm se tornado projetos bem complicados para o consumidor. Não bastasse o crescimento das queixas contra construtoras que não cumprem os prazos de entrega, aumentam também as reclamações contra lojas e fabricantes de móveis.

A Associação Brasileira dos Mutuários detectou um expressivo aumento no número de reclamações por descumprimento do prazo de entrega de imóveis na planta. Em 2010, foram registradas 2,22 mil queixas ante 4,5 mil em 2011 – elevação de 102%.

O analista de sistemas Ederson Batista Mendes, de 29 anos, e a vendedora Beatriz Helena Lopes Guilherme, de 25, compraram um apartamento na planta da Construtora Tenda, em São Bernardo do Campo, no ABC, com entrega prevista para dezembro de 2011. As obras atrasaram e a empresa prometeu entregar as chaves em julho deste ano. Por isso, o casal marcou a data do casamento para dezembro de 2012.

O problema é que a Tenda informou que o Habite-se só será liberado em setembro e que, por isso, os apartamentos serão entregues no último mês do ano, ou seja, na época do casamento. “Já estamos guardando dinheiro para pagar aluguel, pois sabemos que não vamos para a nossa casa assim que casarmos”, disse Mendes.

Também é preocupante o número de reclamações contra empresas de móveis planejados. O Procon- SP registrou um aumento de quase 150% no número de clientes insatisfeitos. No ano retrasado, foram 588 queixas. Em 2011, a instituição recebeu 1.480 relatos de consumidores insatisfeitos.

Rescisão de contrato, demora na montagem, serviço não concluído e produto entregue com defeito são as principais queixas. O administrador de empresas Geraldo Falcão foi um dos clientes que sofreram com esses problemas.

No ano passado, ele assinou um projeto com a Dell Anno, do Shopping D&D, para vários cômodos de seu apartamento, incluindo os móveis para um quarto de bebê, pois sua mulher estava grávida. Porém, a empresa atrasou a entrega do material. Em contato com a loja, o consumidor se sentiu enganado, pois em cada ligação ele recebia uma explicação diferente. “Gastei quase R$ 80 mil em uma encomenda que eu não tinha pistas de quando ia chegar”, contou Falcão.

O consumidor entrou com uma ação no Procon e foi então que ele foi contatado pela Unicasa, fabricante dos móveis Dell Anno, Favorita e New. Em uma reunião na sede da empresa, o cliente ficou ainda mais decepcionado. Eram inúmeros consumidores discutindo contratos e sendo obrigados a aceitar novos prazos.

De acordo com a coordenadora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, Maria Inês Dolci, é muito importante que o cliente não pague o valor total da compra. “Dê um sinal mínimo para não ficar no prejuízo, caso aconteça algum desvio no percurso”, orientou a coordenadora.

A analista de importação Cíntia Silmara Gomes de Souza Alves, de 28 anos, também enfrentou problemas logo após o casamento. Ela e o marido compraram os móveis da cozinha na MM Planejados, na Lapa. Porém, o estabelecimento fechou antes de terminar a montagem do material. “Após diversas reclamações, a central nos contatou para informar uma nova data para os funcionários montarem os nossos armários.”
Explicações

A Construtora Tenda informou que o atraso na entrega do imóvel de Ederson Mendes ocorreu “devido ao aquecimento do mercado e à escassez de mão de obra no setor da construção civil”.

A Unicasa informou, por sua vez, que, “estrategicamente, a quantidade de lojas das marcas Dell Anno e Favorita foi reduzida de forma organizada mas, paralelamente a isso, alguns lojistas passaram por sérios problemas administrativos e financeiros, que culminaram com o fechamento de suas lojas. Isso afetou clientes com projetos em andamento”.

A MM Planejados confirmou o fechamento de uma de suas unidades, mas a empresa informou que o problema da consumidora Cíntia Alves “foi solucionado e que todos os antigos contratos serão gerenciados pela central a partir de agora para evitar prejuízos aos consumidores”.

LEIA MAIS:

Blogs dão dicas bacanas de como mudar ambientes da casa com estilo

Blogueiras dão dicas sobre decoração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.