04/10/2010

Prepare sua casa para o bicho de estimação

Fonte: ZAP Imóveis
Prefira os tons de bege nos sofás, as sujeiras aparecem menos (Foto: Verônica Lima)

Trazer para dentro de casa um morador peludinho, daqueles que fazem a felicidade de todos só de abanar o rabo ou trançar entre nossas pernas pedindo carinho, é uma decisão que merece cautela. Planejar os ambientes levando em consideração a raça, a cor e o tamanho do animal ajuda a evitar problemas, como um acidente com o mascote, a perda de um móvel novo ou a destruição de um jardim cultivado com carinho e dedicação.

Antes do bichinho colocar as patinhas no novo lar é preciso retirar do alcance dele os móveis frágeis, em vidro, sujeito a quebras ou lascas. Objetos pontiagudos também devem ser evitados na decoração. Hoje existem cantoneiras de proteção para mesas de centro com canto vivo em vidro (que em geral são mais baixas). As proteções podem ser encontradas nas lojas de materiais para construção e devem ser colocadas nas quinas na altura da cabeça, focinho ou olhos do cachorro.

“Falo para os meus clientes evitar o branco nas paredes dos espaços onde existe a permanência de cachorros de porte médio e grande. Não existe a cor ideal porque cada imóvel possui determinadas características e cada raça um hábito diferente. No entanto, a gama dos neutros é muito bem vinda para disfarçar a inevitável sujeira”, diz Chiara Meschini da Contenidos Arquitetura e Montajes.

Utilizar tintas esmaltes a base de água é uma saída para aqueles que têm mania de limpeza. Elas costumam ser eficientes e permitem limpeza com maior frequência. A desvantagem desse material é o custo mais elevado.

O piso é outra área da casa que merece uma atenção redobrada. Ele precisa ser antiderrapante, porque os animais de grande porte tende a apresentar problemas de displasia ou coluna com mais frequência. Por isso, o piso liso e escorregadio deve ser substituido o quanto antes.

“Muitos clientes costumam tratar os bichos de estimação como filhos. Em muitos casos, o animal dorme no quarto do proprietário. Por isso é comum fazer as caminhas de cachorro ou gato sob encomenda, combinando com as roupas de cama. Em outros casos, o proprietário procura separar um ambiente ou espaço na residência só para o animal. Um item que estão usando muito são portas com portinholas vai e vem para cães e gatos, para que eles possam entrar e sair do ambiente, mesmo com as portas fechadas”, comenta a arquiteta Glaucy Taraskevicius.

Além disso, os proprietários devem colocar telas de proteção nas varandas dos apartamentos ou casas com mais de um pavimento nas escadas e sacadas internas também, a fim de evitar quedas do mascote de grandes alturas.

Sala – Para os sofás é importante trocar o branco – porque suja com muita facilidade – e o preto – porque mostra mais os pelos – por tons de bege mais escuros e tecidos com menor quantidade de algodão para que o pelo não fique preso facilmente. O ideal é que ele tenha mais poliéster. Se o sofá for de couro natural ou sintético é mais fácil para limpar, podendo ser em tons claros ou mais escuros.

“Os tons de areia, bege escuro, fendi no chenille de sofás, poltronas e cadeiras, não costumam revelar tanto a sujeira quanto os escuros – marrons e pretos (no caso de cães de pelos claro é a primeira coisa que aparece) e brancos que dispensa comentários. Já as cores vibrantes como vermelhos, lilás e verdes costumam desbotar com o desgaste e o tempo de uso, por isso é bom ser evitadas.”, conta a arquiteta Patrícia Forte.

Tapetes sempre que forem usados devem ser de pelo baixo, com a superfície mais lisa, os de pelo longo retém poeira e pelos do animal além de sujar com mais facilidade. Os modelos em sisal ou fibras são os mais indicados para este uso. Podem ser usados em tons escuros também, ao contrário dos tecido do sofá, não costumam desbotar com muita facilidade.

O carpete deve ser evitado, pois em caso de um acidente (se o cachorro ou gato eventualmente fizer qualquer sujeira), a limpeza é mais difícil e o carpete pode reter odores por mais tempo, o ideal são pisos frios, porcelanatos. Carpete de madeira pode ser utilizado com cuidado, pois quando molhado ele pode empenar e manchar. É importante lembrar que a seda deve estar longe de casas onde vivem gatos.

Já as cortinas o adequado é escolher um tecido mais resistente para evitar rasgo, uma costura resistente para não desfiar e varões bem fixos para que não caia com eventuais puxões.

Mascote destruiu o jogo de cadeiras da sala (Foto: Divulgação/Diogo de Oliveira)

Iluminação – A iluminação deve ser escolhida de acordo com o conforto térmico e visual. Luzes artificiais não suprem as necessidades do animal de ter contato com os ráios solares. É importante expor o animal, seja qual for, à luz do dia, mesmo que seja somente no fim de tarde ou começo da manhã. Por isso, é recomendado o uso de lâmpadas claras, estimulantes no local que o animal for ficar. No caso dos aquários, é de extrema importância a iluminação. São necessárias 12 horas com a luz acesa. A lâmpada deve estar na distância de 10 cm da água, lembrado que a exposição excessiva da luz pode estimular o crescimento de algas no aquário. Portanto, é recomendável não exceder o tempo.

“Os aquários dão um charme especial a salas, escritórios e hall, porém é funcional que fique próximo de pontos de água e ralos, para a manutenção. No caso dos passarinhos o terraço é o mais indicado, não só pela sujeira, mas porque é agradável para eles”, fala Glaucy

É importante que as gaiolas, como os pássaros são sensíveis às temperaturas mais baixas e estão mais sujeitos a pneumonia, estejam perto de uma lâmpada de baixa voltagem e ligá-la quando necessário, mas ainda não substitui a exposição ao sol da manhã. Prefira manter as gaiolas em lugares iluminados e protegido de ventos ou correntes de ar, porém este tipo de animal necessita do escuro em certo horário para repousar. “Há marcas lançandas no mercado lâmpadas específicas para iluminação de animais, aquários e répteis (que necessitam de lâmpadas que emitem raios UVA e UVB). As lâmpadas variam de 15W a 40W”, diz Patrícia.

A capa vermelha do sofá camufla os pêlos do gato (Foto: Divulgação/Clarissa Di Ciommo)

Jardim – O proprietário de um animal, qualquer que seja, pode ter uma jardim bonito. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados, pois o canteiro tem cheiro de novidade, as plantas são coloridas e, por isso, acabam chamando a atenção dos animais, principalmente dos cachorros.

O segredo é jogar repelente natural no jardim. O paisagista Cadu Almeida ensina como fazer um eficaz. É preciso pegar um pouco de fezes do cão, diluí-la em água e pulverizar na planta. Ele sente o cheiro das próprias fezes e não vai mexer na planta.

Almeida sugere aos donos de cães evitarem as bromélias, elas acabam tendo um odor mais forte por acumular água. Outra preocupação que o proprietário deve ter é com as plantas venenosas – como a alpinea, helicônias e comigo ninguém pode, por exemplo. Elas possuem folhas tóxicas e devem ser retiradas do jardim antes do animal entrar na casa. Assim como os cactos também não são indicados.

“O ideal é que as plantas de uma casa com bichos sejam resistentes e altas. Palmeiras são indicadas, orquídeas sempre plantadas no alto. Legal também é fazer cercas vivas, com plantas arbustivas mais resistentes”, diz Patrícia.

Outra dica é não usar fontes, lagos e espelho d”água. “Eles chamam muito atenção dos bichos. Já para os gatos, recomendo deixar um espaço com área para ele fazer suas necessidades. Do contrário eles vão fazê-las no jardim”, diz Almeida.

43 Comentários

  1. Tenho duas cachorrinhas adotadas que são lindas demais e muito educadas. No meu apartamento não precisei mudar nada, mas elas são adultas e já passaram da fase de filhotes.Achei muito válida esta notícia e salvei no meu email para enviá-la aos meus amigos.Todo peludo é uma alegria na nossa vida e incentivo todas as pessoas a adotar um, excluindo a compra, pois existem vários abandonados e eles serão sempre gratos e nos amarão incondicionalmente.Agradeço a reportagem tão útil e tão animadora.Um abraço,Cristina

  2. Olá,Gostei muito das dicas. Tenho 4 gatos e preocupa-me sua segurança e conforto.Moro em aptº e fico preocupada com plantas e ambiente seguro.Sinto falta de uma plantinha no aptº, não uso enfeites ,etc.Os gatos são peraltas,sobem em tudo e a cozinha é um facínio para eles.Gostei muito das dicas.

  3. Ola os animais de estima são muito importantes na casa do homem para manter a nossa proctecção de casa.Ola eu gosto desta raça mais não o tenho conciquido encontrar, é possivel enviame um animal de estima, por exmplo o cão.

  4. Adorei a matéria pelas que soube tarde d+ pois tenho uma gatinha siamesa e ela acabou com minhas plantas urinnando e defecando nelas embora ela tenha um local pra isso.

  5. Bom dia !Desejo saber se existe tabuleiro de areia para um cãozinho fazer as necessidades.Caso não tenha. desejo saber por que e, se pode-se adaptar um e como fazê-lo.ObrigadaSue

  6. É muito interessante estas dicas, pois muitas pessoas pegam animais pensando que é só deixar em casa, dar água e comida e na verdade este animal passa a ser um membro da familia e precisa de todo cuidado como se fosse uma criança. Ah! lembrem-se : não combre um animal, adotem!

  7. tenho uma gata ( gatosa ) l9 anos em 20-01 -010- linda muito limpa e carinhosa não dá trabalho ,moramos em aptº minha companheira

  8. Outra dica para quem tem gato é evitar materiais como couros e vinil. Esses materiais ficam com furos onde o gato finca as garras, mesmo que as unhas sejam cortadas.

  9. Eu e meu marido adotamos uma gatinha chamada katita, ela tem 4 anos, moramos em apt e temos todo o cuidado com janelas e vadada…colocamos tela em td, nossa preocupação é sempre no conforto e bem estar dela. Minha dica é comprar uma caixa sanitária e areia que são vendidos em lojas de pet, essas areias evitam o mal cheiro das fezes fazendo com q seus animais não façam suas necessidades no jardim.Adorei a matèria!bj a todos!

  10. eu tenho uma cochorrinha ela e muito educada , nunca estragou nada e muito obediente, ela e a mel ,esta c/ 4 anos agora,mas quando eu ganhei ela tinha um mês. adoro ela , minha filhinha, abraços bjs.

  11. Gostaria de saber o nome do tecido indicado para cobrir sofás, a prova de unhas de gatinhos. Tenho 8 gatinhos, todos adotados. Já usei varios tecidos e o melhor que achei até agora são aqueles próprios para estofar cadeiras de varandas. Ele é grosso e tem uma película que faz a unhinha deslizar.Obrigada Rosana

  12. Tenho 2 labradores: o Moleke e o Moreno. Apesar do tamanho, das correrias, das brincadeiras “medonhas” que só nos tiram muitas risadas nunca destruiram nada realmente significativa como sofás, poltronas ou móveis. AMEI AS DICAS porque o sofá é branco e apesar de ser de couro, sempre causa um pouquinho de trabalho para limpar as marcas de patas. Adorei a dica sobre piso antiderrapante. MATÉRIA FABULOSA, PARABÉNS À MINHA XARÁ!!

  13. gostei da matéria, muita boa mas como sou uma gaiteira convictaprocuro saber tudo sobre gatos, pois tenho cinco e não me vejosem os,ai procuro saber de tudo que sai de novo para eles e sigotodas as regras para ter um lugar legal para eles e para mim e minha familia obrigada um abraço.

  14. estou doando um cachorro salsicha preto chamado ralfe telef..1172338466

  15. Ganhei um filhote de gato(30 dias)gostaria de saber como ensiná-lo a fazer suas necessidades no jornal ou somente no mesmo lugar.

  16. Adorei as dicas.Tenho em casa duas trombadinhas,uma tem 11 anos é uma poodlee com 3 kilos e muito valente….A outra é uma bichon frizé com 2 anos é a trombadinha rainha….As duas se dão super bem e uma defende a outra na hora das broncas….Ensinei a fazer as necessidades em folhas de papel e até agora está dando certo.

  17. Adorei a materia !!!! E muito bom ver que o Brasil ja tem gente que esta tentando concientizar as pessoas desse assunto tao importante, que sao os animais. Parabens!!! Eu vivo nos USA e aqui existem ja leis cada vez mais rigorosas de protecao aos animais. E as autoridades fazem que essas leis sejam realmente cumpridas. No Brasil algumas leis existem mas a maioria das pessoas nao liga para elas porque as autoridades ainda nao levam suficientemente a serio para fazer com que elas se cumpram.Voce me da orgulho. Um grande abracoDoris

  18. Achei excelente a matéria,com dicas práticas e úteis.Faço apenas uma ressalva quanto ao repelente natural sugerido:muito nojento pulverizar fezes nas plantas!!!!!!!!

  19. Esta matéria adorei, pois é bastante importante nós sabermos estas dicas para nossos animais de estimação.

  20. Muito boa a matéria, parabéns !!!!! Tenho uma dúvida, pois me mudei agora para uma cobertura muito grande, e tenho um Goldem, e o mesmo tinha no outro ap, um lugar reservado para fazer suas necessidades, que era o banheirinho de serviço, forrado de jornal. Apos a mudança, tentei colocar uns jornais num canto da lavanderia e o mesmo não se adaptou ainda, tendo que ir o máximo que eu puder na rua. Porém percebi que ele urinou numa planta pequena na varanda. O que faço para que ele aprenda a fazer suas necessidades no jornal na lavanderia ????

  21. Muito bom adoro animais e acho que devemos retribuir a eles com todo o cuidado domundo o carinho e a felicidade que eles nos proporcionam.

  22. Pessoal, adorei ver que tantas pessoas gostam de animais de estimação.Temos 08 gatos (adotados) e moramos em um duplex com um montão de plantas. Ai vão minhas dicas. Plantas: Tenho montes de samambaias, rosinhas, e uns vasos com capim cidreira e cebolinha. O capim cidreira e a cebolinha não tem jeito. Todos os gatos amam mastigar as folhas. Mesas, pia da cozinha e dentro de armários são espaços proibidos para gatos lá em casa. Tenho um borrifador com água para ensinar o que não pode.Tenho sempre caixas de papelão e arranhadores disponíveis. O segredo é renovar sempre as caixas e ficar trocando de lugar. A novidade é fascinante para eles. Depois que aprendi isso não tive mais problemas com o sofa. Quem tem gatos nunca fica só e não tem tempo para tristeza.

  23. tenho 2 filhinhas de 4 patas, a Sol (Beagle) e a Dadá (SRD), vivemos todos num apartamento com muito aconchego e carinho e não me imagino sem elas.Como vou trocar o sofá, obrigada pela dica da cor.beijosIara

  24. Estou doando meu bassê marron de 3 anos, todos estão trabalhando na casa e ninguém tem tempo p olhá-lo.Não aguento mais chegar do trabalho e vê-lo preso na área, isso o está tornando agressivo.Doarei com uma dor grande no coração mas tenho pena de não ter tempo para ele.Acredito que para adotá-lo, deveria ser um veterinário que saiba lidar com este tipo de raça pois sendo um profissional terei a certeza que não irá maltratá-lo.Meu contato02127724919(res.)a noite falar com Luciene.

  25. Repetindo alterando o slogan: CAchorro é tudo de bom, e gato também, parbenizo pela reportagem, pois é cada vez mais crescente esta constatação e conscientização do valor destes verdadeiros AMIGOS.AbsSilvia

  26. Verônica,aprendi a como lidar com as criaturinhas “medonhas”,mas amáveis “moleke” e “moreno”.Valeu!!!

  27. Sou louca por cães,quero uma lhasa femea, mas meu marido não suporta animais, vivemos em atrito por ese motivo, sempre abro mão do meu grande desejo por sua causa…Como convence lo?

  28. Muito gratificante essa matéria. Amo animais e quero o melhor para eles. Que bom que existem pessoas que se preoculpam com o bem estar deles assim como eu. Nossos peludinhos tabém fazem parte das nossas vidas e da nossa família. Parabéns Daniele Santana do Paraíso MG

  29. cristina gostei de saber q tu cuidas bemsao nossos melhores amigos dos seus animais beijos nunca desistas porq eles sao nossos melhores amigos

  30. Eu tenho uma gatinha e ela acabou com as almofadas das minha cadeiras, só que dormi nelas.Já tentei de tundo mas ela só que as cadeiras.Minha cachorrinha, faz questão de fazer xixi no chão e nos tapetes, já comprei spray, já tem palmadas, já desisti, e vou só limpar o xixi e outras coisinhas também.Adilene

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.