23/10/2019

Dicas tecnológicas para agilizar o processo de compra do imóvel

Ferramentas podem facilitar a escolha, como também gerar economia de tempo e de dinheiro

Fonte: ZAP em Casa

A tecnologia se tornou uma aliada para muitos segmentos da economia, seja para agilizar os processos, para alavancar vendas, melhorar a comunicação, entre tantas outras aplicações que ela acabou se inserindo de forma orgânica na vida das pessoas. Não é diferente no mercado imobiliário. As novas ferramentas conseguem reunir todos esses atributos e tantos outros quando levamos em consideração no processo de compra, como a economia de tempo e de dinheiro. E a tecnologia ajuda tanto para quem quer vender como também para quem quer adquirir um apartamento, casa ou terreno. Confira as dicas tecnológicas do corretor para quem deseja comprar um imóvel. Desde a procura até a assinatura do contrato, as ferramentas podem ajudar e facilitar para encontrar o imóvel dos sonhos. 

Economia

O primeiro ponto diz respeito ao orçamento, já que uma busca na internet pode resultar em uma seleção mais apurada de imóveis que cabem no bolso, o que já afunila o processo de busca. Desta forma, também é possível economizar tempo. A tecnologia também resultou em uma mudança de comportamento na hora de procurar um imóvel. “No passado, a pessoa primeiro telefonava, o corretor dizia quantos imóveis tinham disponíveis com o perfil de localização, tamanho e preço. Aí ela tinha que ir na imobiliária, normalmente se fazia no sábado ou domingo, dias que o corretor mais trabalhava. Tinha a saída para ver os imóveis, um por um, verificava garagem e o que tinha no entorno também. Se tivesse alguém da família que precisasse também ver o imóvel, essa visita se repetia, tinha que marcar de novo”, explica José Augusto Viana Neto, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP). 

A utilização da internet na pesquisa de imóveis pode fazer você ganhar tempo e realizar uma seleção mais apurada. (Foto: Shutterstock)

Hoje todo o processo é mais simples. “É possível fazer um tour virtual, tem a simplicidade do WhatsApp, tudo isso evita um trabalho grande. Quando a pessoa vem no escritório, ele já viu as ofertas em sites, visualizou o imóvel em um tour virtual, chega para ver o imóvel que vai comprar, dificilmente ele vai ver mais do que dois”, acrescenta. Para Manoel da Silveira Maia, presidente do Creci-RJ, as informações estão mais acessíveis, o que facilita todo o processo de compra, possibilitando ainda estreitar os laços. “A tecnologia pode auxiliar na busca pelo imóvel desejado a partir de informações que estão na palma da mão, como fotos, vídeos e outros elementos disponibilizados que contribuem para uma primeira seleção dos imóveis que mais se adequam ao perfil do cliente, além de estreitar o contato com corretor, potencializando a comunicação e desenvolvimento da relação. 

Informações

Quanto mais informações o cliente conseguir reunir com antecedência vai ajudar a agilizar os processos até chegar à compra. Porém, apesar de a tecnologia ser um facilitador, para finalizar, procedimentos antigos também garantem uma compra mais assertiva. “Quanto mais informações sobre o imóvel desejado, melhor para agilizar em aspectos gerais o processo de compra, porém transações imobiliárias envolvem muitas minuciosidades e processos burocráticos. Fatores como tamanho, localização e imagens da unidade estão entre os principais itens de pesquisa quando se está procurando um imóvel, ou seja, impactam diretamente na decisão do possível comprador em concretizar ou não a negociação. Desta forma, obter essas informações com facilidade auxilia na decisão do cliente, mas é importante destacar que por mais que as informações estejam disponíveis na internet, nenhum procedimento é mais eficaz do que a visita física do cliente acompanhado do corretor para uma percepção absoluta”, diz Manoel da Silveira Maia.

WhatsApp no processo de compra

O aplicativo se tornou uma ferramenta importante de comunicação, podendo agilizar os processos, e pode ser uma dica tecnológica do corretor na hora de comprar um imóvel. É importante usar todos os mecanismos em favor do processo. “Essa ferramenta se tornou meio de comunicação em aspecto amplo e é uma boa alternativa para o contato com o cliente e envio de informações que podem causar impressões positivas ao consumidor, o que requer do profissional um trabalho cada vez mais qualificado de divulgação das unidades. O WhatsA00pp pode ser um meio de acesso qualificado até mesmo no sentido de tirar dúvidas sobre o negócio”, pontua Manoel da Silveira Maia. Inclusive, o aplicativo de mensagens pode servir como um recurso de proteção para ambos os lados. “Ele é um incentivo para boas práticas de ética porque, quando se fala através do WhatsApp, seja em arquivo de áudio ou de texto, fica tudo documentado. A pessoa tem que responder pelo que disse e acaba obrigando a um comportamento mais refinado”, completa José Augusto Viana Neto. 

Aplicativos de mensagem são ótimos aliados para otimização de tempo (Foto: Shutterstock)

Localização

Se antes era preciso visitar vários imóveis para fazer uma triagem inicial, hoje em dia a tecnologia também facilita neste quesito. Isso porque é possível fazer uma triagem do que se encaixa melhor com o que se procura. Mas, além disso, é possível também fazer uma pesquisa sobre a localização do imóvel e entender se ele também atende as necessidades dos moradores em relação aos serviços, comércio, segurança e transporte no entorno. “Todos os requisitos na compra do imóvel proêm do desejo do cliente e isso, definitivamente, inclui a localização onde ele está situado. Já existem ferramentas que é possível o cliente obter projeções do entorno através da realidade virtual antes de fazer uma triagem e seguir para a visita para desmistificar ou comprovar a interpretação que se construiu ao efetivar a pesquisa online”, explica o presidente do Creci-RJ. Uma busca na internet também é capaz de nortear o que existe no entorno. “Sem dúvida dá para verificar a questão de localização, quais as escolas, comércio, acesso de transportes, todos os equipamentos urbanos que estão no entorno. Inclusive, algumas imobiliárias já colocam nos seus sites uma lista de facilidades com os links”, acrescenta o presidente do Creci-SP. 

Burocracia do processo de compra

Outra dica tecnológica do corretor na hora de comprar um imóvel é que as tecnologias facilitam alguns processos e aceleram algumas questões, mas ainda podem evoluir para facilitar ainda mais as questões burocráticas, que não são poucas, para quem deseja adquirir uma casa ou apartamento. “As ferramentas melhoraram na velocidade das certidões e respostas dos cartórios quanto à saúde registral do imóvel. Hoje temos compartilhamento de informações entre os cartórios e isso fez com que as informações ficassem mais eficientes. Mas no sentido da lavratura, da escritura e da documentação cartorária, ainda não tem muito evolução”, conclui José Augusto Viana Neto. 

Processo de compra
(Foto: Shutterstock)

+ Quer comprar um imóvel? Consulte o especialista. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.