14/10/2009

Projetos para atender às multiplas funções do quarto de criança

Já não é tão comum ver brincadeiras de crianças nas ruas. Quando não moram em condomínios com áreas de lazer, os pequenos podem ter no quarto um espaço todo especial que contemple as suas necessidades. Ali, pode se guardar e expor brinquedos além de se ter um lugar para dormir, estudar, brincar e receber amigos. A solução para abrigar muitas funções em quartos tão pequenos como aos atuais requer projetos com propostas técnicas e também uma pitada de magia. É preciso atender a praticidade e segurança requerida pelos pais e os sonhos das crianças.

Projeto de Débora Aguiar (Foto: Divulgação)
Projeto de Débora Aguiar (Foto: Divulgação)

Para a arquiteta Andréa Vivas, no planejamento do quarto é preciso valorizar e aproveitar cada centímetro de forma que atenda a todas as necessidades de quem irá usá-lo. Por este motivo cada projeto requer soluções exclusivas.

“A grande e maior solução é trabalhar a marcenaria, fazendo dela uma aliada na concepção do espaço. Com ela podemos executar um projeto exclusivo para cada cliente e para as suas necessidades”, Andréa Vivas.

Segundo a arquiteta, as necessidades dos clientes crescem de forma inversa ao tamanho do quarto, sendo uma das prioridades atuais dos pais, ter espaço para guardar as roupas, sapatos e brinquedos, principalmente eletrônicos enquanto as crianças querem mais espaços livres.

“A prioridade das crianças é ter espaço livre, o que acaba fazendo deste tipo de projeto uma contradição de necessidades, mas é um fato real e atual. Eles recebem amigos para jogar vídeo game e se entreterem com seus brinquedos. Para isto, o quarto tem de ter uma área livre para dar vazão as brincadeiras e convivências”, explica Andréa.

Nos quartos infantis, há hoje uma tendência para usar cores claras e neutras e muita aplicação de adesivos nas paredes para dar o destaque na decoração ou sublinhar um tema. Nos projetos da arquiteta Ana Lúcia Jucá, os temas decorativos mais requisitados pelos garotos são os esportes e super heróis, enquanto as meninas preferem as princesas. Para aproveitar espaço, ela costuma fazer da cama também um sofá, colocar bancadas de estudos retráteis e estantes estreitas onde os livros ficam posicionados de frente com a exposição de suas capas coloridas.

Para integrar a área de estudos com a de descanso de um quarto de criança, a arquiteta Débora Aguiar optou por painéis de lona de caminhão reciclada. O projeto para abrigar irmãos fãs de esporte propôs camas sobrepostas que economizam espaço. Clélia Regina Ângelo também lançou mão de um projeto que atendesse as necessidades de estudo e entretenimento.

“O requisisto mais difícil de atender em quartos pequenos é criar espaços livres para brincar e receber amigos, sem deixar de ter uma mesa com cadeira para estudo, prateleiras para exposição de brinquedos, boa circulação, armários e apelo lúdico”, explica Clélia Regina Ângelo.

6 Comentários

  1. Ótimo! Gostaria de saber o orçamento deste quarto completo( falamos do móveis)e onde comprar. Aguardo.Obrigada!

  2. gostaria de saber o orçamento deste quarto! queria essa cama para a minha filha!aguardo notícias,abraços,thereza

  3. Gostaria, se possível, saber o valor aproximado deste quarto. Desde já agradecida pela atenção, Adriana Silva Pinto. Telefone: (13)8142-1001

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.