04/07/2008

Proteja sua casa por menos de R$ 1,50 ao dia

Fonte: Editoria Zap

Empresas de segurança oferecem serviço de monitoramento 24h a partir de R$ 40

AEZap o especialista em imóveisResidência monitorada 24h

Com o crescente aumento da criminalidade, está cada vez mais difícil sentir-se seguro em sua própria casa. Com isso, empresas de segurança eletrônica aprimoram equipamentos e oferecem valores que atendem a vários bolsos. Pagando entre R$ 40 e R$ 400 por mês, é possível contratar um serviço de monitoramento 24 horas.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o crime contra o patrimônio está em primeiro lugar na lista de ocorrências. Nos três primeiros meses de 2008, foram 93.242, registros. O segundo crime mais praticado é contra a pessoa, com 31.419 ocorrências.

Para o diretor de comunicação da Associação Brasileira de Segurança Eletrônica (Abese), Oswaldo Oggian, segurança residencial no Brasil é uma questão muito mais cultural do que de valores. “A maioria das pessoas que procura por um sistema de segurança já sofreu algum assalto ou conhece alguém que teve a experiência.”

Depois que sua casa foi invadida, o analista de recursos tecnológicos Rodrigo Andreo de Freitas, decidiu colocar um sistema de segurança em sua residência. Pesquisou e viu que um projeto de segurança para os padrões da sua casa sairia caro, devido à quantidade de equipamentos necessário, sem contar a mensalidade para o monitoramento. Freitas decidiu instalar uma cerca elétrica. “Procurava uma alternativa que intimidasse os bandidos e a molecada que pulava o muro da minha casa”,diz. O analista reconhece que nos casos em que a residência estiver vazia, a cerca não tem a mesma eficiência que o monitoramento.

Oggian enfatiza que não basta ter um excelente equipamento em casa, se o morador não contratar os serviços de uma empresa de monitoramento 24h. “Sem monitoramento, não dá apenas para instalar equipamentos e achar que a pessoa está protegida por um sistema de segurança.” De acordo com o profissional, trata-se apenas de uma barreira, como um muro ou cachorro. Inibe, mas não traz segurança. “O custo-benefício oferecido por um sistema de segurança é muitas vezes menor do que se paga em uma mensalidade de TV a cabo”, afirma o diretor.

De acordo com a coordenadora de Marketing da unidade Building Technologies da Siemens Ana Carolina David da Silva, para facilitar o acesso a diversas classes sociais, empresas de segurança eletrônica e monitoramento 24h oferecem planos que variam de R$ 40 a R$ 400. O menor valor citado é referente ao plano básico, que oferece conexão do sistema de alarme do imóvel com a central de monitoramento. Já os planos de R$ 400 oferecem outros serviços além do monitoramento, como pacotes de assistência 24 horas para reparos emergenciais, conserto do imóvel, em caso de intrusão, e manutenção técnica e corretiva dos equipamentos.

O diretor de comunicação da ABESE lembra que ao contratar uma empresa de monitoramento, os serviços não estarão voltados apenas para situações policiais, mas também em casos de incêndio e emergência médica.

Como funciona

Para contratar uma empresa, o cliente deve informar a rotina da casa, se viaja com freqüência, horários em que a residência fica vazia, chegada dos moradores. A partir daí, serão desenhadas as necessidades do local e das pessoas que vivem nele. Em seguida, os produtos compatíveis com as necessidades do ambiente serão instalados. Segundo Oggian o processo de instalação é simples e rápido, levando, em média, dois dias.

Os equipamentos incluem detectores de presença, botões de emergência em locais estratégicos, alarmes com acionamento à distância, cercas elétricas e até circuito fechado de televisão.

Depois de equipada, caso aconteça alguma anormalidade na residência, é feito o registro da ocorrência numa central de monitoramento. Após detectado o tipo de auxílio necessário, policial, Corpo de Bombeiros ou emergência médica, a central entra com os órgãos públicos capazes de efetuar uma intervenção.

Antes de viajar

– Teste todos os equipamentos do sistema de segurança para verificar se estão em pleno funcionamento.

– Empregados da casa devem ser orientados sobre o funcionamento do sistema de segurança (ativar e desativar alarmes) e ainda sobre eventuais atitudes que precisam ser tomadas em caso de ocorrência.

– Suspenda entregas ou peça para alguém recolher revistas, jornais e correspondências para evitar acúmulo na frente da casa, que indica que o imóvel está vazio.

– Tire da tomada equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos como forno de microondas, DVD e televisores. Além de evitar problemas como curto-circuito e descargas elétricas, economiza energia.

– Não deixe jóias ou dinheiro dentro da casa, mesmo que seja em cofre. Utilize o cofre dos bancos.

– Desligue o gás (o que inclui fogão e aquecedores).

– Não deixe uma luz acesa ininterruptamente (noite e dia). Esse é um indício de que o imóvel está vazio.

– No caso de residências com jardim na frente, contrate alguém para mantê-lo limpo, evitando o aspecto de abandono.

– Evite colocar cadeados do lado externo do portão. Isso poderá denunciar a saída de moradores.

– Caso more em condomínio (vertical ou horizontal), não deixe as chaves na portaria. Só as entregue para pessoas de absoluta confiança.

– Em caso de viagem longa, peça a um parente ou pessoa de total confiança que passe no imóvel algumas vezes, se possível em horários distintos a cada dia, para checar trancas, portas e janelas.

– Para ser avisado em caso de qualquer ocorrência, deixe telefones de contato com empregados, parentes e pessoas próximas.

 – Contate a central de monitoramento 24 horas para checar se sua ficha de providências está atualizada.

Fonte: Siemens

Equipamentos

Para tornar a casa mais segura sem contratar os serviços de uma empresa de monitoramento 24h, o mercado oferece opções de equipamentos, como:

Cerca elétrica – R$ 500 + R$ 10 por metro de muro no qual será instalada.

Sistema de alarme – R$ 650 a R$ 7.000

Circuito de TV – a partir de R$ 2.500 (sistema básico com quatro câmeras)

Fechadura com alarme e senha para liberar entrada – R$ 1.500

Seguro residência

Outra opção para deixar a casa mais segura e se proteger de danos que não se restringem a segurança são as apólices de seguro residência. Os planos variam de acordo com o valor do imóvel e as coberturas solicitadas pelo cliente, que podem incluir incêndios, raios, explosão, fumaça e queda de aeronaves. As coberturas mais caras também contemplam danos elétricos, desmoronamentos, impacto de veículos terrestres, quebra de vidros, roubo ou furto qualificado de bens com rompimento de obstáculos e outros eventos naturais.

Serviço

Seguro residência
Porto Seguro
Tel. 11 3366 1167
www.portoseguro.com.br

Allianz
Tel. 11 3156 4340 ou 0800 7777 243
www.allianz.com.br

Equipamentos Produtek 
Tel. 11 6452 3811
www.alarmes.ind.br

Aldep
Tel. 11 3675 2066
www.aldep.com.br

Sekron Digital
Tel. 11 3528 3666
www.sekrondigital.com.br

Empresas de segurança

Siemens
Tel. 11 3619 9000 – Grande São Paulo
0800 703 8188 – Demais localidades 
www.siemens.com.br

Teleatlantic
Tel. 11 3811 1000
http://www.teleatlantic.com.br

Grupo Aliados Segurança
Tel. 11 5632 1224
www.aliadosseguranca.com

 

 

 

 

 

Serviço

Empresas de segurança

Siemens
Tel. 011 3619-9000 – Grande São Paulo
0800-703 8188 – Demais localidades 
www.siemens.com.br

Teleatlantic
Tel. 011 3811-1000
http://www.teleatlantic.com.br

Grupo Aliados Segurança
Tel. 5632-1224
www.aliadosseguranca.com

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.