18/05/2007

Que tal alugar uma casa nesse inverno?

Fonte: Jornal da Tarde

Curtir o frio das montanhas nas férias de meio de ano pode ser mais barato e fácil do que parece

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisCampos do Jordão: friozinho gostoso, boa comida e toda a agitação do maior festival de inverno do Brasil

 

 

Com temperaturas mais baixas, as cidades interioranas com clima de montanha ganham a preferência de quem pretende alugar um imóvel para as férias. Negociar agora e escolher períodos maiores de locação (entre dez e 15 dias) ajudam a baratear o custo da diária.

Destinos como Campos do Jordão, Serra Negra e Águas de Lindóia, no Estado de São Paulo, são bastante procurados. Mas é bom ficar atento às dicas para aproveitar as férias com tranqüilidade. É preciso saber que é mais barato alugar por um período maior, como 15 dias, do que em um feriado específico. Além disso, fechar o negócio antes dá margem para conseguir mais vantagens.

Os preços de algumas dessas cidades ideais para quem gosta de curtir o frio de julho, mês de férias escolares, são convidativos, e os imóveis oferecidos permitem dividir o gasto, o que alivia o bolso. Existem ofertas de casas grandes, que comportam de dez a 12 pessoas e chácaras espaçosas. Nesses casos dá para dividir a diária com os amigos ou familiares.

Mas, antes de arrumar as malas e sair de férias, é preciso procurar uma imobiliária para alugar uma casa, chácara ou apartamento fora de São Paulo. Essa é a melhor saída para evitar problemas.

A locação para temporada é uma modalidade diferente da tradicional, mas também é regulamentada por lei. Quando intermediadas por uma empresa especializada, crises podem ser solucionadas com mais rapidez e evitar os problemas para o locatário, como chegar a uma casa em más condições. Se isso acontecer, a imobiliária pode oferecer um lugar novo ou até mesmo devolver o dinheiro de forma rápida.

O proprietário do imóvel também ganha mais comodidade quando coloca o negócio nas mãos de um corretor, pois recebe o dinheiro e garante que eventuais danos, como aparelhos quebrados, sejam ressarcidos.

Para alugar um imóvel nas férias, é preciso fazer um contrato específico. O prazo do aluguel não pode ser maior que 90 dias e deve estar discriminado. O documento não precisa ser registrado para ter validade. Porém, tem de relacionar os seguintes dados: datas de início e término da locação, preço combinado, local do imóvel, descrição dos bens e a responsabilidade sobre as contas.

Antes de fechar o negócio, o locatário deve fazer uma vistoria no imóvel junto com o proprietário. Se isso não for possível, o inquilino deve tirar uma foto de janelas quebradas ou outras irregularidades. Isso evita que tenha de pagar pelo que não estragou. Quando for embora, a casa deve ser novamente vistoriada, para que se comprove o estado dos bens – principalmente os equipamentos eletrônicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.