25/03/2009

R$ 16 bi em subsídios à baixa renda

Fonte: Jornal da Tarde

Tesouro terá de fazer uma provisão conforme os contratos forem assinados

O governo terá R$ 16 bilhões em recursos do Orçamento para o ?bolsa habitação?, o programa que venderá casas a prestações simbólicas para as famílias com renda de até três salários mínimos (R$ 1.395), informam fontes da área econômica. Segundo o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, esse grupo terá ?subsídio total?, ou seja, a casa poderá até sair de graça.

?Será a primeira vez que o Orçamento Geral da União vai aportar um volume tão grande de recursos somente para subsídio.? O dinheiro não será todo desembolsado este ano. Ele sairá dos cofres públicos ao longo dos contratos, que durarão 20 a 30 anos. No entanto, o Tesouro terá de fazer uma provisão conforme os contratos forem assinados. A expectativa dos técnicos é que o grosso do provisionamento ocorra em 2010.

O pacote da habitação será anunciado hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva numa grande festa política. Foram convidados todos os governadores, todos os prefeitos de capitais e de cidades com mais de 150 mil habitantes, empresários do setor, senadores e deputados, além de representantes de movimentos sociais ligados à habitação.

O plano também deverá elevar o valor máximo dos imóveis que podem ser comprados com o saldo do FGTS do mutuário. Atualmente em R$ 350 mil, esse patamar deve passar para R$ 500 mil. Ontem à noite, Lula reuniu-se com Dilma e os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e da Comunicação Social, Franklin Martins, para uma última revisão das medidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.