17/06/2013

Reajuste do aluguel em São Paulo cai pela metade em um ano

Fonte: ZAP Imóveis

Pesquisa mostrou que as moradias que tiveram maior alta de valor foram as de um dormitório, que subiram em média 1,5% em relação a abril

Apesar de o aluguel em São Paulo registrar um novo aumento em maio de 2013, os reajustes dos valores das parcelas novas caíram pela metade no período de um ano.

Reajuste do aluguel em São Paulo cai pela metade em um ano
Os contratos de locação residencial firmados no quinto mês do ano na Capital subiram 7,33% no acumulado dos últimos 12 meses (Fotos: Banco de Imagens / Think Stock)

De acordo com pesquisa efetuada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação), divulgada nesta segunda-feira, os contratos de locação residencial firmados em maio eram 7,33% maiores no acumulado dos últimos 12 meses.

O valor, porém, é quase a metade da alta de 14,11% registrada em maio de 2012 em relação ao ano retrasado. Com isso, os reajustes em 2013 estão bem mais próximos ao IGP-M, índice que é usado na maioria dos contratos em andamento, que subiu 6,2% no mesmo período.

“Ao contrário do que ocorreu em quase todo o ano passado, em 2013 a variação do valor do aluguel permanece em linha com o IGP-M, indicador que reajusta mais de 90% dos contratos de aluguel em andamento”, disse Walter Cardoso, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do sindicato, via nota.

A pesquisa mostrou ainda que, em maio, as moradias que tiveram maior crescimento de valor foram as de um dormitório, que subiram em média 1,5% em relação a abril. Já os valores de locação de residências de três quartos tiveram aumento de 0,8%, enquanto habitações de dois dormitórios tiveram as menores altas: 0,5%.

Por fim, as moradias que foram alugadas mais rapidamente em maio foram as casas, com prazo médio entre 13 e 32 dias. Já os apartamentos demoraram de 19 a 39 dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.