30/10/2006

Recém-casados respondem por 7% das locações em SP

Fonte: O Estado de S. Paulo

Um levantamento da Lello Intermediadora de Negócios, empresa de administração imobiliária que atua no Estado de São Paulo, aponta que os recém-casados respondem por 7% dos novos contratos de locação residencial firmados na Capital. Desse universo, 65% dos inquilinos correspondem a casais que pretendem dividir o mesmo teto, porém não oficializaram a união em cartório.

A pesquisa da imobiliária aponta ainda que os recém-casados estão divididos em dois grupos quando o assunto é valor do aluguel. Casais com situação profissional e financeira estável, e na faixa dos 30 anos, preferem apartamentos de dois dormitórios, bem conservados e com preço de locação em torno de R$ 1 mil. De acordo com o levantamento, estão entre os bairros mais procurados por esse público Perdizes, Moema, Higienópolis e Vila Olímpia.

De acordo com a gerente-administrativa de locação e vendas da Lello, Roseli Hernandes, os casais que se enquadram nesse perfil geralmente alugam um imóvel enquanto aguardam a conclusão das obras do apartamento que compraram na planta. “Ou, ainda, porque estão em dúvida quanto à região da cidade em que querem morar”, acrescenta.

Já os casais mais jovens, em geral estudantes ou profissionais recém-formados, buscam apartamentos ou casas com valor de locação em torno de R$ 500. Nesses casos, a preferência é por imóveis localizados próximo a estações de metrô, como Santana, Tucuruvi , Vila Mariana e Praça da Árvore. Esses casais, segundo Roseli, começam a procurar o imóvel com cerca de três meses de antecedência, para planejar a mudança e a compra da mobília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.