02/04/2019

Quer reformar o imóvel onde mora, mas é alugado? Veja como fazer!

Algumas dicas podem deixar o imóvel com a sua cara sem arrumar briga com o proprietário

Fonte: ZAP em Casa

Pela lei, imóveis alugados precisam ser devolvidos pelos inquilinos como foram recebidos. E qualquer reforma deve ser feita pelo proprietário. Verifique detalhadamente o contrato para saber as responsabilidades de cada um. Mas atenção à boa notícia: há como mudar o visual da casa sem modificar a estrutura!

“Temos alguns materiais que podem ser colados ou aplicados sobre outros preexistentes, sem quebra-quebra. Mas é importante estar ciente que nem sempre na hora de removê-los é garantido 100% que o original não será danificado“, explica a arquiteta Paula Passos.

Ela aponta os pisos vinílicos, com espessura de 3 milímetros, para serem sobrepostos aos que já existem na casa. Outra opção é a resina ou pintura epóxi sobre revestimentos existentes que estejam firmes.

Prédio com floresta vertical em fachada será inaugurado em São Paulo

reforma
Muitos materiais podem ser apenas afixados nas paredes, sem danificar a estrutura (Foto: Shutterstock)

“Outra forma pode ser cobrir revestimentos existentes com painéis de madeira ou metálicos, placas de MDF com fórmica ou drywall, que são painéis em gesso”, orienta Paula.

A arquiteta Fernanda Mendonça, do JMA Estúdio, afirma que sempre é possível recorrer a soluções simples de revestimentos de cores. “Uma técnica que usamos em projetos alugados é textura nas paredes – como o cimento queimado, pintura ou o papel de parede. São ótimas alternativas para mudar o visual sem modificar a estrutura”.

Para Fernanda, outra possibilidade é utilizar prateleiras e decorar com itens dos moradores para dar mais personalidade. Iluminação indireta também é uma boa solução: dá para utilizar luminárias de piso e abajures.

Fim do contrato de aluguel: o que fazer para não sair do imóvel com punições

Decoração

reforma
Uma boa decoração pode ser o suficiente, além de não agredir a estrutura do imóvel (Foto: Shutterstock)

Paula ressalta que a decoração é extremamente importante. “Com uma produção bem planejada, os resultados finais podem ficar lindos, aconchegantes, com a sua cara”.

“Podemos manter as bases neutras dos imóveis alugados e trabalhar com uma bela composição de quadros e tapetes bem colocados dar personalidade aos ambientes. Os tecidos das almofadas e as cortinas vão vestir os espaços dando um toque todo especial”, diz ela.

Para Fernanda, a decoração é capaz de transformar qualquer ambiente, sem a necessidade de quebrar ou mexer na estrutura. Pequenas peças e objetos são responsáveis por fazer essa mágica.

IPTU: guia definitivo para entender o imposto

reforma
A escolha dos materiais de acordo com as necessidades do inquilino é essencial (Foto: Shutterstock)

“É preciso antes analisar as necessidades da família, se precisa de algo que seja prático para o dia a dia, se tem animais, crianças, ou se desejam algo mais clássico”.

Escolha peças de mobiliário soltas sempre que possível. Caso haja necessidade de mudança de imóvel, você pode levar tudo sem danificar o alugado e sem ter que refazer serviço.

“Em apartamentos antigos fica muito atual a combinação de peças vintage com outras modernas, combinando o passado com o presente. O segredo está em mesclar os dois estilos com bom senso, buscando equilíbrio”, explica Paula.

Tire suas dúvidas sobre declaração de imóveis no Imposto de Renda de 2019

Veja uma reforma radical em imóveis danificados:

+Todas as dicas para fazer uma mudança organizada

+Confira dicas para entrar no mercado imobiliário e seja um investidor

+Veja tudo que você precisa saber na hora de colocar um imóvel à venda

+Guarda móveis e self storage: saiba o que são, como funcionam e as diferenças entre os dois

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.