24/05/2021

Reforma durante a pandemia é possível, mas exige cuidados

O momento é de ficar em casa. Justamente por isso, muita gente começou a prestar maior atenção no lar e achar situações que realmente precisam ser resolvidas, como infiltrações. Por outro lado, passar mais tempo dentro de casa exige conforto e, muitas vezes, adaptações, inclusive para o home office. Mas será que é adequado fazer uma reforma na pandemia? 

A resposta é: depende. Se for apenas um capricho decorativo, é razoável esperar um pouco mais. Já se a questão é melhorar o bem-estar, pode ser interessante, até para que o isolamento seja menos estressante. Existem, ainda, questões que são urgentes e justificam a reforma na pandemia, como problemas elétricos, hidráulicos e rachaduras – situações que podem afetar a segurança e a saúde dos moradores.  

Reforma na pandemia
Problemas urgentes, que podem afetar a saúde e segurança dos moradores, devem ser resolvidas.

A arquiteta Karina Korn afirma que é possível fazer a reforma na pandemia com todos os cuidados. Ela orienta a evitar muitos fornecedores e funcionários no mesmo ambiente, exigir uso de máscara, retirada de sapatos na entrada ou utilização de propé (sapatilhas descartáveis de tecido que envolvem os calçados), além de fornecer álcool em gel aos trabalhadores.  

Para a arquiteta Paula Passos, do escritório Dantas & Passos Arquitetura, tudo deve ser acertado previamente, para a segurança de todos. “Esses protocolos devem ser fiscalizados pelo contratante, com pena de não cumprimento, como o rompimento do contrato”.  

Leia também

+ Piso de madeira garante elegância e aconchego à decoração

+ Como escolher pedra de granito para as pias da casa

+ Veja como planejar a reforma do apartamento

Paula lembra também das regras de circulação nos condomínios. “Muitos síndicos consideram que obras não essenciais devem ser paralisadas. Acho que os casos devem ser estudados individualmente, sempre com bom senso. É preciso verificar também os horários permitidos, que podem ter sido modificados”.  

Para quem tem um segundo imóvel, fica mais fácil. De acordo com Karina, muitos foram para as suas casas de campo ou praia e aproveitaram para reformar a residência vazia.  

Reforma na pandemia para garantir o bem-estar 

Karina acha que o morador é a melhor pessoa para avaliar suas necessidades e saber o que não é preciso fazer agora. “Cada vez mais a gente percebe que a casa é da gente, não das visitas. Precisa ser boa, confortável, para quem mora se sentir em um lar de verdade”. 

Paula acredita que ter a casa em ordem é importante para a qualidade de vida dos moradores, ainda mais agora, quando ela é usada também para trabalho e estudo. “Buscar uma melhoria, atendendo as necessidades dos moradores, é importante para uma casa mais prazerosa e agradável. Com bom planejamento, consegue-se milagres, e de forma segura”.  

Leia mais

+ Escolher bem os quadros para decorar a sala faz toda a diferença no ambiente

+ Limpeza de privada e pias: como higienizá-las de forma correta

+ Churrasqueira em apartamento: como escolher o modelo certo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.