11/12/2013

Reforma une o melhor de sobrado histórico português ao estilo de vida atual

Reforma une o melhor de sobrado histórico português ao estilo de vida atual

Fonte: Revista do ZAP

Retrofit total prepara casa em Braga para a forma de morar e de trabalhar do século 21

Um pouco do Brasil ganhou novo capítulo com a restauração de um sobrado do século 19 na histórica cidade de Braga, no norte de Portugal. Situado na chamada zona de proteção – no limite das muralhas romanas medievais –, o Chalé das Três Esquinas é fruto do dinheiro de emigrantes lusitanos que retornavam após prosperar em terras verde-amarelas.

Arquitetura-Sobrado



Erguido segundo o modelo de chalé alpino, popular no Brasil oitocentista por influência centro-europeia, a construção considerada patrimônio arquitetônico nacional passou por um retrofit completo projetado pelos profissionais da Tiago do Vale Arquitectos. A reforma adaptou os 165 metros quadrados distribuídos em três pisos para receber a sede do escritório de arquitetura e também servir de habitação do proprietário homônimo, permitindo viver e trabalhar num local que une o melhor de duas épocas.

“Na primeira visita percebemos que o prédio deteriorado pedia, desesperadamente, duas coisas: primeiro, que o libertassem de toda a construção avulsa que o sufocou por anos. E, depois, de luz”, explica Tiago.

Preservação da tipologia original

Conforme determina a legislação, não houve alterações estruturais na fachada, que foi simplesmente recuperada e pintada.

“Nossa preocupações residiam em manter um equilíbrio entre o que era original e o que era nossa intervenção”, detalha.

Arquitetura-Sobrado

 

Clique aqui e veja mais fotos.

Internamente, tudo foi adequado ao estilo de vida contemporâneo, o que inclui reforma elétrica, hidráulica, sistema de gás, telecomunicações e climatização. Porém, foram preservadas as estruturas construtivas originais: cobertura em telha Marselha, piso de pínus e circulação pela escadaria.

“Mantivemos a honestidade do projeto, devolvendo o prédio ao uso, às pessoas e à cidade. Deixamos que o edifício reflita a passagem do tempo por si”, finaliza.

Setorização original

A distribuição da planta tal qual planejou-se o sobrado foi preservada, com o piso térreo dedicado ao atendimento e ao trabalho da equipe – com escritórios e mesas –, o segundo andar como zona social da habitação – onde estão a cozinha e o jantar –, e o terceiro como dormitório, com a suíte e o quarto de vestir. Todas as áreas molhadas, incluindo o piso do térreo, receberam mármore branco de Estremoz (40cm x 40cm) no piso, revestimento português usado na época.

“Recuperamos e destacamos as características originais introduzindo ideias perfeitamente ajustadas ao modo de habitar contemporâneo”, explica Tiago.

Ápice conceitual

O último e terceiro andar do sobrado histórico português restaurado pelo escritório Tiago do Vale Arquitectos foi reservado à área íntima. Subindo os últimos e estreitos lances de escada, chega-se a uma ampla área dominada pelo tema visual do restante da casa: o branco, sistematicamente repetido em paredes, tetos, marcenaria e até no mármore do banheiro.

O sótão, de cerca de 45 metros quadrados do casario erguido no século 19, em Braga, ao norte do país, foi setorizado em três: quarto de dormir, banheiro e quarto de vestir (closet).

“O closet é a surpresa no culminar do percurso: com o piso e o sistema construtivo da cobertura na sua cor natural, apresenta-se como uma caixa de madeira, contrapondo-se ao interior totalmente alvo”, detalha Tiago.

O local, de 13 metros quadrados totais, tem piso em pínus, e estrutura do teto mista: madeira de abeto e de pinheiro europeu. Já as portas dos armários executadas em marcenaria são de laminado de pinheiro europeu.

“Recuperamos não apenas os materiais mas também os usos de cada espaço. E, mesmo quando introduzimos materiais novos, como fizemos com o mármore de Estremoz, fizemos com o critério de se ajustar à sua natureza e ao seu contexto histórico”,  conclui o arquiteto.

Tags: arquitetura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.