30/10/2006

Rio ganha guia para quem quer investir em imóveis

Fonte: O Globo

Ademi lança publicação bilíngüe voltada também para compradores estrangeiros

O aumento da procura de estrangeiros e brasileiros residentes no exterior por informações sobre como investir na compra de imóveis na cidade do Rio levou a Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi/RJ) a elaborar o “Guia Ademi: Viver e investir no Rio – Manual do comprador de imóveis”. A publicação, bilíngüe, será lançada nesta quinta-feira, durante o Salão Imobiliário, promovido pela entidade, no CasaShopping, na Barra da Tijuca.

Na publicação há desde informações sobre bairros da cidade e tipos de plantas dos empreendimentos até formas de financiamento, tributos que incidem sobre a transação imobiliária e documentação necessária para garantir um negócio legal.

Gabriella Szklo, que coordenou a produção do livro, explica por que ele é abrangente:

– Montamos uma equipe multidisciplinar com especialistas em direito imobiliário, pesquisa de mercado, desenvolvimento urbano e economia, de forma a conseguir responder todas as dúvidas que nos encaminharam via internet, de dentro e de fora do Brasil – diz. – Com as dúvidas respondidas, costuramos tudo de forma que a consulta ao guia seja rápida e precisa.

Para quem não conhece o Rio, o guia faz uma introdução histórica, mostrando a influência da cidade dentro do cenário nacional. O arquiteto e urbanista David Cardeman, conselheiro da Ademi, foi o responsável por traçar um perfil da cidade, dando pinceladas sobre as principais características de cada região:

– A idéia é apresentar a cidade, principalmente para o estrangeiro, indicando quais áreas são comerciais, residenciais, de negócios e por aí vai.

Com esse intuito, Cardeman divide a cidade em cinco zonas: Centro, Zona Sul, Barra e Jacarepaguá, Zona Oeste e Zona Norte.

– A idéia é que quem nunca veio ao Rio tenha condições de localizar o imóvel que pretende comprar e, assim, possa avaliar melhor se está fazendo um bom negócio.

Para quem não é iniciado no mercado imobiliário, seja brasileiro ou estrangeiro, a publicação traz ainda um glossário com os termos mais usados pelo setor, o que inclui dos índices de correção dos contratos como IGP-M e INCC a termos como caução e usufruto.

Outras informações sobre o livro, de 118 páginas, à venda por R$25, estão disponíveis no site da associação, no endereço eletrônico www.ademi.org.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.