05/01/2011

Robôs vão estacionar carros em edifício-garagem de Florianópolis

Robôs vão estacionar carros em edifício-garagem de Florianópolis

Fonte: Revista do ZAP

Sistema automatizado leva cerca de 70 segundos para devolver veículo ao cliente, na saída

Para alguns, um paliativo para os problemas de vagas de estacionamento no Centro de Florianópolis. Para outros, um estímulo à utilização de carros pelas ruas altamente congestionadas da região. Enfim, para o bem ou para o mal, ainda este semestre, um edifício-garagem vai disponibilizar 256 vagas de estacionamento bem no coração da capital catarinense.

O local escolhido pela empresa I-Park, de Criciúma, no sul do estado, foi um terreno de 1,3 mil metros quadrados, ao lado da Catedral Metropolitana. A empresa não revela quanto investiu.

Robôs vão estacionar carros em edifício-garagem de Florianópolis - Sistema automatizado leva cerca de 70 segundos para devolver veículo ao cliente, na saída

O diferencial está no modo de controlar o armazenamento e a entrega dos veículos pelos oito andares do edifício. Eles serão estacionados por três elevadores, ajudados por 15 robôs. A estrutura poderá guardar até três carros ao mesmo tempo e não levará mais do que 70 segundos para acomodar cada automóvel.

O diretor de tecnologia da I-Park, Paulo Guimarães, explica que o sistema é todo robotizado e não há interação humana. Não haverá funcionários para receber e entregar os veículos, nem para estacioná-los ou procurar as vagas disponíveis. Apenas para cobrar, se o cliente não pagar com cartão. O preço médio estimado será de R$ 5 a hora.

Como vai funcionar

Robôs vão estacionar carros em edifício-garagem de Florianópolis - Sistema automatizado leva cerca de 70 segundos para devolver veículo ao cliente, na saída

A empresa trabalha desde 2007 no projeto. Guimarães afirma que o estacionamento robotizado não sequencial – que possibilita estacionar mais de um veículo ao mesmo tempo – é inédito no Brasil. E aponta outras vantagens do modelo.

– Economia de energia, melhor aproveitamento dos espaços urbanos, não há poluição sonora, tem segurança e não há chances de o carro ser batido ou amassado – garante.

Demanda atraiu investidor
O projeto da I-Park foi desenvolvido em parceria com o investidor criciumense Ricardo Brandão, que vê um campo em potencial em razão da demanda por vagas nas cidades.

O diretor de tecnologia da I-Park, Paulo Guimarães, aposta na verticalização como solução para casos de difícil estacionamento. A expectativa dele é de que se torne tendência nacional, em razão da necessidade de aproveitar o espaço das pistas de rolamento, consequência do crescente volume de veículos nas ruas.

Robôs vão estacionar carros em edifício-garagem de Florianópolis - Sistema automatizado leva cerca de 70 segundos para devolver veículo ao cliente, na saída

De olho na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016, a mesma tecnologia criciumense é projetada para ser instalada nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Mas com número de vagas próximo de mil em cada edifício.

Robôs vão estacionar carros em edifício-garagem de Florianópolis - Sistema automatizado leva cerca de 70 segundos para devolver veículo ao cliente, na saída

Contraponto
O coordenador do Curso de Arquitetura da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Lino Peres, diz que é preciso desestimular o uso de carro no Centro da capital catarinense e focar no transporte coletivo. Para ele, incentivar a construção de estacionamentos verticais vai na contramão desse objetivo e o empreendimento aumentará o fluxo no Centro. Pode acontecer também o aumento de filas, por exemplo, em horário de pico, quando os carros serão retirados ao mesmo tempo do estacionamento.

– Florianópolis precisa investir na descentralização de serviços e não em novos empreendimentos no Centro da cidade. Temos que usar o Continente. – exemplifica Peres, que também é coordenador de um grupo de estudo de mobilidade urbana sustentável.

Atualmente, o Centro de Florianópolis tem 8 mil vagas de Zona Azul. De acordo com o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf), seria necessário criar mais 2 mil vagas para suprir a demanda de carros na região, que gira em torno de 200 mil por dia.

Leia mais
>> 80% dos clientes buscam apartamento com garagem
>> Os preferidos na garagem gaúcha
>> Hora de parar e pensar na cidade que se quer
>> Pneu calibrado diminui níveis de emissão de poluentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.