12/11/2013

Saiba como escolher o portão para sua casa

Conheça os cuidados que precisa ter em relação à segurança

Fonte: ZAP Imóveis

Existem inúmeros tipos de portões para residências, tanto para pedestres quanto para veículos. Segundo o arquiteto Fernando Forte, do escritório Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz Arquitetos, eles variam no que diz respeito aos tipos de abertura, materiais, acabamentos e desenho.

Saiba como escolher o portão para sua casa
É preciso verificar se o portão precisa ser alto por questão de segurança ou se pode ser baixo (Fotos: Banco de Imagens/Thinkstock)

Ele explica que o portão de pedestre costuma ter, no mínimo, 90 centímetros. “Podem ser menores, mas isso dificulta a entrada de eletrodomésticos grandes. Em determinados casos, podem entrar pela garagem, e então o portão de pedestres pode ser menor”, diz. O mesmo vale para a porta de entrada ou de serviço da residência.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

Já os portões para veículos devem ter, no mínimo, 2,40 metros, mas esse vão já é bastante apertado e exige que o motorista seja cuidadoso para a entrada, sendo que determinados veículos passarão com muita dificuldade.

Saiba como escolher o portão para sua casa
É importante tratá-los contra corrosão antes de aplicar a tinta

A altura é outra consideração importante. É necessário verificar se o portão precisa ser alto por questões de segurança ou se pode ser baixo, o que, em geral, fica mais bonito. Quanto maior e mais alto for o portão, mais pesado ele será e, portanto, mais força (manual ou um motor mais eficiente) será necessária para a abertura e fechamento.

Em relação aos tipos de abertura, Forte cita os basculantes, de correr, de abrir, pantográficos, camarão e de enrolar como os mais comuns. “Para o pedestre, o usual é o portão de abrir, mas todos ser usados para essa função”, lembra.

Para portões automatizados, os melhores são os de correr e os de bascular. Os basculantes, entretanto, necessitam de uma viga superior para se movimentar. Isso nem sempre é possível ou esteticamente desejável. Se os portões forem manuais e muito grandes, são preferíveis os de abrir aos basculantes, que podem ter o seu acionamento dificultado.

Antes de colocar um portão de abrir, deve-se verificar se o espaço necessário para a abertura das folhas estará livre ou se ali haverá um carro, por exemplo. Analise se ele abrirá para dentro ou para fora. No caso de portões de correr, deve-se checar se há espaço para as folhas correrem. Elas não podem invadir a casa do vizinho.

Abertura manual ou automática – Os portões podem ter abertura manual ou automática. Se o portão for automatizado, opte por um fabricante conhecido e fique atento à forma de abertura. Para abrir portões de duas folhas são necessários dois motores.

Portões de correr ou basculantes (que funcionam com um contrapeso) funcionam melhor do que os de abrir quando automatizados, já que para abrir não se usa contrapeso e os motores são mais requisitados.

Materiais – Normalmente, os materiais empregados são rígidos e resistentes, mas há uma ampla gama de possibilidades e, em muitos casos, há combinações entre materiais. “Os mais comuns são alumínio, aço e madeira. Mas é claro que a o aço pode ser em chapa perfurada, hastes, chapinhas, e a madeira em travessas, chapas, e assim por diante”, exemplifica o arquiteto.

Par garantir a segurança da entrada da casa, ele recomenda que seja colocado um portão com estrutura resistente, de tal forma que o eterno movimento de abre e fecha, seja qual for o tipo de abertura, não o danifique.

Materiais como bambu ou policarbonato tendem a ser mais frágeis e podem não suportar ataques. Portões muito grandes de ferro, por exemplo, normalmente são muito pesados. Se o acionamento for manual, pode ser difícil manuseá-lo. Se o acionamento for automático, será necessário um motor mais forte e caro para abri-lo. O alumínio, nesse caso, pode ser uma boa opção para ter um portão grande, leve e durável. Mas é um material mais caro.

Manutenção – Como estão normalmente expostos à chuva e ao sol, os portões estão sujeitos à ação do tempo. Portões de ferro devem ser pintados periodicamente para que não enferrujem, e é importante tratá-los contra corrosão antes de aplicar a tinta.

Os de madeira devem ser lixados e envernizados, ou pintados, para que não apodreçam com o tempo. Outros materiais, como o alumínio, têm manutenção mais simples, o que pode compensar o gasto inicial mais alto.

Saiba como escolher o portão para sua casa
Portão comprado sob medida tem a vantagem de se adequar perfeitamente ao espaço

Sob medida – Os portões comprados prontos normalmente são mais baratos. Os feitos sob medida têm a vantagem de se adequar perfeitamente ao espaço e à forma de abrir desejada. Nesse caso, há também mais liberdade para escolher materiais, formas ou motivos decorativos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.