18/06/2014

Saiba como proteger seu bicho de estimação dos fogos de artifício

Aprenda também a identificar reações negativas de cães, gatos e pássaros durante o barulho dos rojões

Fonte: ZAP Imóveis

A expectativa dos torcedores brasileiros é que a seleção canarinha seja uma das finalistas da Copa do Mundo. Se tudo correr bem e a campanha do Brasil prosseguir até as próximas fases, é bom preparar os ânimos do seu animal de estimação. Isso porque nem todo pet costuma reagir bem ao barulho dos fogos de artifício acionados a cada gol do time verde e amarelo.

Gatos costumam apresentar imobilidade ou isolamento em momentos de estresse (Fotos: Shutterstock)

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

Para preservar o bem-estar do bichinho, a Comac (Comissão de Animais de Companhia do SINDAN)  recomenda criar um ambiente aconchegante e tranquilo para acomodá-lo nos momentos de euforia.

Fechar as janelas do local onde ele está alojado, disponibilizar um esconderijo ou “cabana” com acolchoados (para abafar os estímulos auditivos) e retirar do ambiente móveis ou objetos que contenham pontas ou que sejam de vidro são algumas iniciativas válidas. Uma longa caminhada antes do jogo pode ajudar o cão a ficar mais relaxado.

Uma boa dose de carinho e alguns cuidados básicos dentre de casa preservam o bem-estar do cão na hora do jogo

A veterinária Karina Apude, da Planet Dog Resort, lista outras cinco dicas básicas para tranquilizar o cachorro e outros pets nos momentos dos jogos. Confira:

1. Evite fugas: Feche bem as portas, janelas e gaiolas. No desespero, os animais tentam escapar;

2. Crie um refúgio: Coloque seu bicho num lugar onde ele se sinta seguro. Mantenha a luz acesa e, se ele estiver acostumado, deixe TV e rádio ligados. Converse e dê carinho;

3. Solte a coleira: Quando presos, muitos animais morrem por enforcamento, no desespero de fugir dos fogos e rojões. Se precisar isolar o pet, deixe-o fechado num quarto;

4. Acalme-o: Homeopatia, florais e acupuntura podem diminuir o medo e a ansiedade do seu animal, mas esses tratamentos devem ser feitos ao longo do ano. Em casos muito graves, converse com o veterinário sobre aplicar um sedativo;

5. Proteja a audição: É possível colocar chumaços de algodão nos ouvidos dos cães. Outra opção é levá-los para algum cômodo da casa de onde se escute os estrondos com menos intensidade. Essa última opção é a mais indicada para gatos e, obviamente, pássaros.

Durante as explosões, pássaros podem se debater e acabar se machucando dentro da gaiola

 

Reações e sintomas negativos  – “Os cães detectam um som quatro vezes mais distante que os humanos, e isso explica a angústia vivenciada por eles em épocas festivas”, afirma Ceres Faraco, veterinária parceira da Comac. “Tentativas de fuga através de portas e janelas podem provocar o atropelamento do cão na rua ou fazer com que ele se desespere dentro de casa”, alerta a especialista.

Assim como o melhor amigo do homem, gatos também podem apresentar comportamentos negativos, como tremores, tentativa de fuga, micção e defecação em locais inapropriados, dentre outros.

O mesmo alerta vai para os donos de pássaros. De acordo com Karina, as aves podem se debater e acabar se machucando ao prender uma asa, uma pata ou mesmo o bico na gaiola. “Alguns animais chegam a morrer em função de aceleração cardíaca provocada pelo susto”, alerta a especialista.

23 Comentários

  1. Até que enfim alguém p/ orientar como agir c/ as “coisas lindas que temos em casa”. Minha calopsita ficou agitada c/ barulho dos fogos, daí levei-a p/ meu quarto, onde o silêncio ajudou acalmá-la.

  2. Durante os jogos meus gatinhos tem seu refugio, como caixas de papelão debaixo de mesas cobertas com cobertores, as luzes da casa ficam todas acesas e, o mais importante, sabem que nos da família estamos por perto. Ótimo este artigo!!!

  3. …UM ABSURDO AINDA A EXISTÊCIA DE FOGOS NO SÉCULO EM QUE VIVEMOS. ATITUDE SIMPLESMENTE PRIMITIVA DA ERA DO ELO PERDIDO… FELICIDADE, É O QUE VEM DE DENTRO DA GENTE. E NÃO DE UM ARTIFÍCIO…

  4. Muito boa esta matéria, meu cachorrinho fica muito estressado com os fogos, ele corre de um lado para o outro, não gosta de ficar num cômodo só.

  5. Meus cães, sempre ficam traumatizados com os fogos. Trovões e relâmpagos também assustam eles. Como trabalho em casa, isso já ajuda a acalmar, mas quando saio geralmente ligo o rádio para ter algum som musical para deixa-los mais calmos. E assim como a Ana e a Guiomar, também gostei do artigo.Regina

  6. Que bom saber um pouco mais sobre como agir com os animais,pois, tenho um cão e parece ficar louco com tantos fogos. Ele fica arranhando o chão e tudo que vê pela frente, sofre demais o coração fica acelerado,treme o corpo todo, lugar nenhum é bom pra ele, triste de ver

  7. Estou torcendo para que o Chile dê uma lavada no Brasil para que todos os animais das cidades sejam felizes…

  8. O meu cachorro morreu no dia 12 de junho, dia do 1º jogo do Brasil , enforcado dentro do canil , tentando fugir dos rojões que jogaram durante o jogo. Eu pensei que ele estaria seguro preso , pois não fugiria ao pular o muro da nossa casa e pra minha infelicidade e profunda tristeza, ele se atirou pro outro lado do muro mesmo preso na coleira…se foi de uma forma trágica e desde então a copa pra mim acabou! Estou de luto e muito triste até hoje ,tá difícil me recuperar, ele era meu mimadinho cheio de saúde , lindo , esperto e se sentia protegido com a minha presença… me arrependo de ter saído pra assistir o jogo longe dele.

  9. Muito boa essas dicas. Si cada vez mais essa informações chegarem ao público quem sabe eles se conscientizem dos sentimentos dos bichos e começem a enxergalos como reamente eles merecem serem vistos: com muito amor…..

  10. Parabéns pela orientação. É pena que ainda não existe um movimento para acabar de vez com esses fogos, que além de causar sofrimento a esses indefesos animais que são inocentes e sofre as conseqüências causadas pela imbecilidade humana, trazem prejuízos ao meio ambiente.

  11. o melhor mesmo e proibir por lei o uso de artefatos de fogos .acorda ai vereadores,deputados estaduais e federais.sociedade protetora de animais vamos correr atras deste projeto de lei

  12. Obrigada pelas informações, tenho um cão que fica muito agitado com fogos, tenho muita pena dele, procuro dar muito carinho a ele em momentos de muitos fogos, até comprei um plug de proteção auditiva pra ele e ajudou muito.

  13. Agradeço as dicas, pois meu cachorro se esconde dentro do tanque, e fica tremando, as vezes eu dou um seakalma pra ele, não sei se é bom mas alivia.

  14. Adorei. Sempre fiz isso. Geralmente Natal e Final do Ano, é só sofrimento. Mas uma de minhas gatinhas, fica em baixo da minha cama onde coloco dois edredons e fecho tudo, deixo só um pouco da porta aberta. Minha cachorrinha tbm embrulho em outro edredon, e fico abraçada com ela conversando e acarinhando, porque ela treme muito. Tbm acho que esses politicos deveriam verificar esse ponto. Já aconteceram tantas tragédias com esses rojões. Pior ainda são as bombas, que ainda não entendi pra que disso. Um barulho de tremer as janelas. Que graça tem ? Quem sabe um dia, alguem acorda e coloca uma lei que nos ajude a ajudar os animais.

  15. Essas dicas foram maravilhosas pois o meu cachorro passa muito mal ao som dos fogos, treme, vomita, fica apavorado. As dicas ajudaram muito, obg.

  16. louvo a atitude de voces amigos dos nossos amores de quatro patinhasfico nervosa quando há motivação para os fogos pois o Boni fica muito nervoso.agradeço pelos ensinamentos Até breve

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.