14/10/2014

Saiba o que fazer se o pedreiro sumir no meio da obra

Dicas simples evitam dor de cabeça em caso de problemas com a reforma de casa

Fonte: 100 Pepinos*

Todo mundo sonha com a casa reformada do jeitinho que sempre quis. Contrata o pedreiro, confia nele, começa a ver as coisas acontecendo e daí, sem mais nem menos, o pedreiro some no meio da obra.

Estipule prazos e faça um contrato de serviço com o pedreiro para evitar problema (Fotos: Shutterstock)

+ Veja cinco maneiras de perder o controle de sua reforma

+ Evite erros na hora de escolher a tinta para sua casa

Se realmente ele abandonou o jeito é tentar resolver a situação de forma amigável, negociando diretamente com o prestador de serviço. Se não resolver, você pode procurar o juizado especial civil levando contrato, documentos e fotos. Se você contratou uma empresa, pode acionar o Procon.

E se não há contrato de serviço? Não tem problema. O importante é manter a calma e cuidar de algumas coisas.

Veja os materiais que sobraram, armazene tudo direitinho, em local protegido do sol e da chuva para não estragar e recomece. Mas, daqui para frente siga as dicas abaixo na hora de escolher e previna-se.

Pedir referências – Na hora de contratar a mão de obra, peça referências e converse melhor com quem já foi cliente dele em outras obras pra saber se ele sabe mesmo executar o serviço que você precisa e se cumpriu prazos. Você também pode entrevistar o candidato antes de contratar. A entrevista não é uma prova para testar o profissional. É mais uma conversa para ver as partes se entendem para fazer a reforma. Se não houver entendimento antes, imagina o que vai acontecer durante a obra!

Contrato por escrito – Fazer contrato é muito importante! Por mais que as pessoas não tenham o hábito de fazer contratos, faça um – nem que seja simples, de uma pagina só. O próprio fato de sugerir um contrato já vai fazer diferença e pode espantar os maus profissionais. O contrato precisa ter: descrição dos serviços, preço dos serviços, prazos para execução, materiais (se for fornecido pelo profissional) e forma e datas de pagamento.

Na hora do contrato, reforce que você irá aprovar algumas etapas do trabalho antes do pedreiro continuar. Isso evita que você descubra só ao final que algumas coisas não saíram como planejado.

Peça referências sobre o trabalho do pedreiro

Estipular prazos – Se você optar por contratar uma construtora ou profissional que administre sua obra, provavelmente seu trabalho será o de ter reuniões periódicas para se informar sobre o andamento da obra. Agora se é você que vai contratar direto a mão de obra, lembre-se de fazer o cronograma de sua reforma juntamente com os profissionais, defina metas e prazos e programe também quando deverá ser realizada a compra de cada material para não atrasar a obra.

Pagar em parcelas e nunca adiantado – Combine que o pagamento será atrelado às entregas das etapas da obra – e nunca pague tudo adiantado. Antes de pagar, confira o serviço e peça os reparos necessários. Sempre.

+ Morador deve seguir norma da ABNT para reformar. Conheça as regras

+ Conheça 7 pepinos que podem estar invisíveis em sua obra

+ Confira o guia completo da reforma e decoração de uma casa

+ É possível transferir o financiamento imobiliário para outra pessoa

+ Vai reformar e não sabe quanto vai gastar? Veja dicas

+ Saiba escolher o tipo de rodapé para cada ambiente

 

* site parceiro do ZAP  (www.100pepinos.com.br)

 

+ Quer receber mais dicas de decoração e mercado? CLIQUE AQUI e cadastre-se

7 Comentários

  1. Olá , sou prestador de serviços na área de estruturas e serralheria .Conheço um pouco dos espinhos de obras, mas fica uma dica para o contratante,o menor preço sempre trará dor de cabeça.Pois aquela ideia de se aproveitar da situação da falta de conhecimento do contratado vai levá-lo a executar tarefas sem planejamento .

  2. pedreiro , funileiro, tudo que termina com “eiro” é bom ficar esperto pq o pessoalzinho complicado . uma dica nunca adiante dinheiro. melhor ir pagando conforme o andamento da obra.

  3. Na verdade esse tipo de profissional, que não honra o serviço contratado é maisum despreparado, que se aproveita, lesando as pessoas. Isso deveria ser caso de processo. Leva o dinheiro e não termina a obra.

  4. Olá, Sibele! Obrigada pelo seu comentário. Continue acompanhando o #ZapemCasa! Todo dia uma dica especial para você. Confira: http://bit.ly/ZapemCasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.