11/08/2010

Salão terá imóveis para as classes A e B

Fonte: Jornal da Tarde
(Foto: Verônica Lima)
Neste ano o custo médio das unidades à venda será de R$ 500 mil (Foto: Verônica Lima)

A quinta edição do Salão Imobiliário de São Paulo, que será realizada entre os dias 23 e 26 de setembro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, vai mirar um público bem diferente daquele que frequentou os corredores da feira no ano passado.

Se em 2009 os organizadores apostavam na oferta de imóveis populares, que poderiam se enquadrar no programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, este ano o custo médio das unidades à venda será de R$ 500 mil.

“No ano passado, as empresas se apegaram à venda de imóveis de até R$ 130 mil para atravessar a crise sem tantos problemas”, afirma Marly Parra, diretora de feiras da Reed Exhibitions Alcantara Machado, promotora do evento. “Já neste ano, como a economia se recuperou, vamos ofertar imóveis direcionados à classe AB.”

O Salão terá unidades novas e usadas, residenciais e comerciais. A maioria está localizada na capital, mas há também opções em outras cidades da região metropolitana e ainda no litoral. Os preços variam entre R$ 2 mil a R$ 7 mil o metro quadrado. A organização afirma que os imóveis estão situados em bairros nobres – o mais barato que estará disponível no Salão custa R$ 150 mil.

LEIA MAIS:

Semana Imobiliária São Paulo 2010 chega reformulada

Caixa acelera entrega de imóveis em ano eleitoral

Crescimento do mercado atrasa obras de imóveis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.