01/09/2015

Rio de Janeiro: Santa Teresa é o ‘Rio Antigo’ preservado

Santa Teresa fica dentro de uma área de proteção ambiental e com vista deslumbrante

Fonte: Revista do ZAP

As ruas de paralelepípedos, as ladeiras sinuosas e os antigos casarões já fariam de Santa Teresa um lugar especial no Rio de Janeiro. Mas o bairro, localizado no alto da cidade, na região do Centro, se torna único por sua localização privilegiada, dentro de uma área de proteção ambiental e vista deslumbrante.

Bondinho de Santa Teresa (Foto: Divulgação/Prefeitura)
Bondinho de Santa Teresa (Foto: Divulgação/Prefeitura)

O bairro cresceu nos arredores do antigo Aqueduto da Carioca, onde ficam atualmente os Arcos da Lapa. Ainda no início do século XVII, o local era palco de festejos e manifestações populares e religiosas que ocorriam no entorno da Capela de Nossa Senhora do Desterro, onde está o Convento de Santa Teresa. As informações são da Prefeitura do Rio.

Santa Teresa em 1968 (Foto: Divulgação/IBGE)
Santa Teresa em 1968 (Foto: Divulgação/IBGE)

A população de 40.926 que lá vive é de classe média. O bairro, cercado por comunidades como a Falet, o Morro da Coroa, o  Morro dos Prazeres, a Cerro Corá, o Fogueteiro, a Santo Amaro, o Guararapes e o Morro do Pau da Magueira, é uma junção de antigos sobrados, casarões, prédios pequenos e muitas mansões que vêm sendo restauradadas. A renda mensal dos moradores é de R$ 1.697, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Largo dos Guimarães (Foto: Divulgação/Riotur)
Largo dos Guimarães (Foto: Divulgação/Riotur)

São 33 as vias de acesso bairro, mas as ruas Almirante Alexandrino, Joaquim Murtinho, Áurea e Aprazível são as principais e com a maior concentração de visitantes, assim como o Largo dos Guimarães e o Largo das Neves. Os atrativos de Santa, além da natureza, são os inúmeros mirantes, centros culturais, ateliês, restaurantes, bares e hotéis. Ainda assim, o clima é de cidade do interior. As famílias se conhecem há gerações e é comum ver pessoas conversando nas calçadas.

Santa Teresa é um bairro charmoso (Foto: Divulgação/Riotur)
Rua Almirante Alexandrino (Foto: Divulgação/Riotur)

Para quem mora no bairro é boa a oferta de escolas, públicas e privadas. Entre elas estão as municipais Santa Catariana e Machado de Assis, e as particulares Centro Educacional Anisio Teixeira e Colégio Santo Adolpho. Na parte de saúde há postos públicos e hospitais particulares como o Hospital Adventista Silvestre.

Os micro ônibus, com linhas em direção à região central do Rio, e o bonde são os principais meios de transporte. O bonde, aliás, está em fase final de testes depois da “nova geração”. Funciona atualmente de segunda a sábado, entre 11 horas e às 16 horas e é gratuito.

Entre as atrações culturais de Santa Teresa estão o Parque das Ruínas, com vista panorâmica do centro da cidade e da orla da Baía de Guanabara, o Centro Cultural Laurinda Santos Lobo, espaço que abriga a Biblioteca Popular de Santa Teresa, o Museu Casa de Benjamin Constant e o Museu Chácara do Céu, residência em estilo modernista que reúne obras assinadas por Debret, Taunay, Portinari, Di Cavalcanti, Guinard, Picasso, Matisse e Salvador Dalí.

Veja imóveis para compra em Santa Tereza

 

Conheça a história do Rio de Janeiro

Gávea é recanto na agitada zona sul

Conheça a história de Copacabana

Conheça a história da Barra da Tijuca

Conheça a história de Laranjeiras

Catete, o bairro que foi o centro do Brasil por 63 anos

 

+ Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Informe seu nome e e-mail no espaço para comentários desta matéria. Os dados não serão publicados nessa página

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.