16/10/2013

São Paulo e Rio puxam vendas de imóveis no 1º semestre no Brasil

Duas capitais registraram altas de 39% e 8%, respectivamente, e aumentaram a suas participações no mercado imobiliário em 2013

Fonte: ZAP Imóveis

A venda de imóveis residenciais novos cresceu 13% no primeiro semestre, em nove estados do Brasil, na comparação com igual período do ano passado, segundo levantamento divulgado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo).

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

De janeiro a junho de 2013, em todo o território brasileiro, foram comercializadas 54,2 mil unidades ante 48 mil no ano anterior.

São Paulo e Rio puxam vendas de imóveis no 1º semestre no Brasil
Somente em São Paulo foram comercializadas 28,7 mil unidades no período de janeiro a junho de 2013 (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

O resultado foi puxado pelos números da região metropolitana de São Paulo e do município do Rio de Janeiro, nos quais as altas nos negócios foram de 39% e 8%, respectivamente.

Procure casas para alugar RJ

Com isso, a participação dessas duas capitais no mercado imobiliário aumentou de 51% para 61% neste ano. Só em São Paulo foram comercializadas 28,7 mil unidades no período.

A pesquisa mostra, porém, que em sete outros Estados o movimento foi contrário e as vendas caíram. A maior queda ocorreu na região metropolitana de Fortaleza (CE), onde foram vendidas 900 unidades a menos do que em 2012, uma redução de 32%.

Em seguida, apareceu Belo Horizonte (MG), com queda de 16% nas vendas, enquanto as regiões metropolitanas de Goiânia (GO) e do Recife (PE) tiveram retração de 9%.

Leia também:

Porto Alegre e a região metropolitana de João Pessoa (PB) tiveram recuos menores, com 4% e 5%, respectivamente. Já em Salvador e região, como Lauro Freitas, Camaçari e Feira de Santana, mostraram decréscimo de 3% nas vendas de imóveis novos.

O levantamento mostra ainda que houve avanço de 9% no número de unidades residenciais lançadas de janeiro a junho. Foram 3,9 mil unidades a mais este ano, passando de 41,6 mil, em 2012, para 45,5 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.