09/08/2016

Segundo pesquisa, pessimismo com o mercado imobiliário diminui

Expectativas dos potenciais compradores de imóveis no segundo trimestre têm ligeira melhora

Fonte: ZAP em Casa

Os resultados do Raio-X FipeZap do 2º trimestre de 2016 dão continuidade ao movimento de melhora de expectativas com o mercado imobiliário iniciado no começo do ano. Ainda assim, o atual cenário é desafiador.

+ Faça seu cadastro no ZAP em Casa e fique por dentro das últimas de decoração

+ O ZAP em Casa quer a sua opinião: clique aqui e conte o que você quer ver por aqui

Entre o primeiro e o segundo trimestre de 2016, o percentual de compradores em potencial (entrevistados com pretensão de adquirir imóveis nos próximos 3 meses) que classificava os preços atuais como “altos ou muito altos” recuou de 73% para 70% dos respondentes.
Já entre aqueles que compraram imóveis recentemente, pouco mais da metade (53%) qualificavam os preços como “altos ou muito altos”, o que representa uma queda de 4 pontos percentuais frente aos 57% registrados no primeiro trimestre de 2016.

De acordo com o Raio-X FipeZAP compradores estão mais animados (Foto: Shutterstock)
De acordo com o Raio-X FipeZAP compradores estão mais animados (Foto: Shutterstock)

Além disso, as expectativas sobre a evolução de preços dos imóveis estão menos negativas: trata-se do terceiro trimestre consecutivo com redução no percentual dos respondentes que projetam queda de preços nos 12 meses seguintes. Especificamente, os entrevistados que pretendem comprar imóveis se mostraram divididos: 51% acreditam em redução (real) dos preços, ao passo que 49% têm expectativa de que os preços devem ao menos acompanhar a inflação.

Sobre a melhora nas expectativas, os dados relacionados ao atual momento do mercado imobiliário destacam um cenário ainda fraco. Esse é o caso, por exemplo, do percentual médio de descontos nos últimos 12 meses, que atingiu o maior patamar da série histórica: 9,4% no 2º trimestre/2016. Já o percentual de investidores no mercado atingiu 40% dos compradores – o menor percentual já registrado em toda série histórica.

+ Saiba como fazer financiamento de terreno

+ Prédios antigos de SP passam por reformas para se manterem valorizados

+ Caixa Econômica aumenta para 70% financiamento de imóveis usados

+ Saiba como fica o financiamento imobiliário após a separação

+ Saiba quais as opções de financiamento imobiliário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.