22/03/2010

Serviços e construção civil incentivaram contratações

Construção civil também teve comportamento recorde (Foto: Divulgação)
Construção civil também teve comportamento recorde (Foto: Divulgação)

O aquecimento dos setores de serviços e da construção civil e a recuperação consistente da produção da indústria – segmentos que apresentaram registros inéditos de abertura de postos de trabalho formais – estimularam as contratações em fevereiro, quando foram geradas 209.425 vagas com carteira assinada em todo o Brasil. O número global foi recorde para o mês.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, cuja série histórica teve início em 1992.

“Todos os grandes centros de turismo carnavalesco ficaram cheios. Além disso, a indústria de transformação bateu recorde, porque os estoques acabaram. A construção civil também teve comportamento recorde, e aí já é consequência do programa “Minha casa, minha vida”, disse o ministro do Trabalho, Calos Lupi.

Apesar de ter uma forte economia de serviços e ser um polo turístico, o Rio teve resultado mediano, com abertura de 8.298 postos, a maior parte na região metropolitana (7.168).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.