23/12/2007

Setor encerra ano com otimismo

Fonte: O Estado de S. Paulo

Preocupação apenas com os preços de materiais e mão-de-obra, que subiram mais de 10% até novembro

Em 2007, até setembro, o nível de emprego formal no setor da construção cresceu 7,4%, com a abertura de 1,75 milhão de vagas. Foram vendidos 12,2% mais vergalhões até aquele mês e 8,5% mais cimento, o que provocou um aumento no faturamento da indústria de materiais de construção de 7,4% e de 7% no comércio de insumos.

Com esses indicadores, a previsão do presidente do Sinduscon-SP, João Claudio Robusti, é de que o PIB do setor deverá ser de 7,9% este ano, quase o dobro do nacional, estimado em 4,7%. Para 2008, se o PIB aumentar 4,8%, o setor deverá crescer 10,2%, o maior dos últimos sete anos.

O grande otimismo é alimentado também pelo aumento dos financiamentos imobiliários. Nos bancos, o valor ofertado subiu 87% e chegou a R$ 14, 6 bilhões. Além disso, o mercado recebeu outros R$ 8 bilhões do mercado de ações, com a abertura de capital de 12 empresas.

Os empresários vêem vantagens até na morosidade na liberação dos recursos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (Pac), que despendeu apenas R$ 1,4 bilhão dos R$ 15 bilhões reservados para 2007. “Isso significa que em 2008 teremos os recursos que não foram gastos este ano, mais os do ano que vem”, diz Robusti.

Aumento de custos 

O otimismo está também nos resultados da 33ª Sondagem Nacional da Construção, realizada pelo Sinduscon-SP e pela FGV Projetos. Numa pontuação de zero a 100, este quesito obteve 59,9 pontos dos 244 empresários entrevistados.

Eles se mostram preocupados, no entanto, com o aumento dos custos. O item reparos no domicílio do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da segunda quadrissemana de dezembro ficou em 1,08%. Este item reflete o movimento dos preços no varejo de materiais e da mão-de-obra.

A maior alta foi nos materiais: 1,15%, contra 0,94% para mão-de-obra. Nos últimos 11 meses, os materiais de construção subiram 10,88% e o preço do pedreiro, eletricista e encanador, 7,32%. O IPC geral da quadrissemana ficou em 0,84% e o cumulado do ano, 3,53%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.