20/01/2009

Setor imobiliário aposta na revitalização de regiões centrais de São Paulo deterioradas

Fonte: Globo online

Lançamentos imobiliários prometem revitalizar diferentes pontos da região central de São Paulo. Entre eles, a Luz, o Largo do Arouche e o Brás

Foto: DivulgaçãoFachada da Estação da Luz

Rio de Janeiro – Com a promessa de qualidade de vida e de revitalização das áreas, os lançamentos imobiliários na região central de São Paulo, pretendem, aos poucos, dar novos ares aos bairros. A Itaplan e a Klabin Segall são empresas que defendem a tese e investem em bairros degradados no centro de São Paulo. Apostam no potencial de pontos como a Luz, o Largo do Arouche, o Brás, a Bela Vista, assim como Campos Elíseos.

A Itaplan contará com 12 lançamentos, neste ano, na região central, totalizando 2 mil unidades. Em 2008, foram cinco. São empreendimentos distribuídos, por exemplo, na Luz, no Largo do Arouche e no final da 9 de Julho. Há opções com um, dois e três quartos na faixa entre R$ 50 e R$ 150 mil. Em geral, oferecem áreas de lazer com piscina, playground e salas de ginástica.

Fábio Rossi Filho, diretor de lançamentos e marketing do Secovi e de marketing da Itaplan, destaca que os empreendimentos imobiliários nas áreas deterioradas são capazes de trazer vida aos bairros, estimulando uma série de serviços que já existem, mas, que fecham suas portas cedo e, muitas vezes, não abrem durante o fim de semana. Ele ressalta também que, em geral, são regiões repletas de infraestrutura, como iluminação, pavimentação e transporte, que acabam ociosos fora do expediente comercial.

Ele acrescenta que os jovens são os principais interessados nos lançamentos em tais regiões.

“São solteiros que planejam se casar, que não querem perder cerca de duas horas diárias no trânsito no trajeto residência- trabalho-residência. Há muita gente que trabalha no Centro ou próximo a ele. Essas pessoas querem evitar o uso do caro. É uma busca por qualidade de vida”, informa Filho.

A incorporadora Klabin Segall, com apoio das principais associações e entidades do Brás e região, criou a campanha “”Movimento Abrace o Brás”” com a finalidade revitalizar o local, um dos bairros históricos de São Paulo, que deverá contar com empreendimentos imobiliários da empresa. Entre as ações, estão o apoio a projetos locais, como a tradicional festa de São Vito, e a revitalização das ruas do Lucas e Polignano A””Mare. A incorporadora já atuou com ações semelhantes para revigorar a Barra Funda, também em São Paulo, e o bairro da Lapa, no Rio de Janeiro, com o Movimento Eu sou da Lapa, que contou com o apoio de artistas, políticos e formadores de opinião. O Movimento na Lapa vem atraindo para o bairro novos investimentos e provocou a efervescência imobiliária na região.

“Na época em que lançamos empreendimentos nestes bairros, em 2000 e 2001, alcançamos um excelente resultado de vendas, além de devolver a identidade a estes locais, historicamente tão importantes para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro: a Barra Funda, pela forte imigração italiana no início do século XX, e a Lapa, pela boêmia e vida cultural intensa a partir da década de 60”, explica Sérgio Segall, presidente do Grupo Klabin Segall.

Segundo Segall, o futuro morador do Brás encontrará um bairro novo, mas sem a perda de suas características, como a miscigenação das diferentes culturas – italiana, espanhola, portuguesa, libanesa e judaica – que originou a tradição gastronômica e comercial da região.

A meta é dar vida e cara nova a velhos bairros, aumentando as áreas de interesses dentro da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.