03/03/2010

Sinduscon quer manutenção do programa

Setor vai sugerir o aperfeiçoamento do programa (Foto: Divulgação)
Setor vai sugerir o aperfeiçoamento do programa (Foto: Divulgação)

O sindicato da indústria da Construção Civil do Rio (Sinduscon) está produzindo um conjunto de propostas de incentivo a habitação, que será entregue aos candidatos à Presidência da Republica. A ideia central, segundo o presidente da entidade, Roberto Kauffmann, é propor aos candidatos à sucessão de Lula que mantenham o programa “Minha casa, minha vida”.

“Vamos sugerir o aperfeiçoamento do programa, para que ele fique mais ágil e melhor”, disse Kauffmann. Ele afirmou ainda que todos os candidatos serão convidados a visitar o sindicato e conhecer o estudo, que ainda não está pronto. Programa no Rio Mais de 275 mil famílias já se cadastraram no “minha casa, minha vida” em todo o estado do Rio. Os números foram divulgados ontem pela superintendente regional da Caixa no Rio, Nelma Tavares, durante um seminário sobre construção civil, realizado pela Associação Nacional dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec – Rio). Segundo Nelma 169 mil famílias inscritas têm renda de até três salários mínimos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.