30/10/2006

Sótão empoeirado dá lugar a novos ambientes na casa

Fonte: O Estado de S. Paulo

Espaço pode ser aproveitado como escritório, quarto de hóspedes, home theater, biblioteca ou sala de ginástica

O velho sótão empoeirado pode dar lugar a ambientes extremamente aconchegantes. Com pequenas reformas e um pouco de criatividade, o espaço utilizado geralmente como dispensa pode ser facilmente transformado em escritório, biblioteca, ateliê ou até mesmo sala de ginástica.

A empresária e artista plástica Anacelia Gásperi acostumou-se a pintar seus quadros na edícula de sua antiga casa. Mas quando mudou-se para um sobrado com sótão, logo decidiu que usaria o espaço para montar seu ateliê. Com uma rápida limpeza e a colocação de alguns móveis, Anacelia transformou o sótão em seu local de trabalho. Lá, faz suas pinturas e ainda cria objetos de decoração infantil, sua mais nova paixão. “Depois que meu filho João Paulo nasceu, há dois anos, decidi investir na criação de lembrancinhas, móbiles e enfeites de porta, e agora montei uma empresa só para vender essas peças”, conta a empresária.

O arquiteto Sidonio Porto fez questão de incluir um sótão no projeto de sua própria residência para usá-lo com estúdio de criação. Aproveitando a liberdade que tinha para projetar o imóvel da maneira que mais lhe agradasse, o arquiteto resolveu inovar e fazer um sótão integrado ao restante da casa, sem nenhuma parede que isolasse o espaço dos demais ambientes. O sótão acabou se transformando numa espécie de mezanino, montado na região mais alta da casa, logo abaixo do telhado.

Outras utilidades podem ser dadas ao local de acordo com o estilo de vida e as preferências do morador. O arquiteto Jaime Homem de Mello conta que sugeriu a um de seus clientes montar uma pequena academia particular no sótão de sua edícula. A idéia não estava prevista no projeto inicial, mas ganhou a simpatia do proprietário do imóvel. “Colocamos ar-condicionado, aparelhos de ginástica, iluminação especial e uma janela como uma boa vista para a área externa da casa para tornar o ambiente mais agradável”, lembra Mello.

Cuidados – A arquiteta Sandra Perito diz que o sótão pode ser utilizado para montar qualquer tipo de ambiente, incluindo home theater, escritório, biblioteca e quarto de hóspedes, entre outros. “Algumas pessoas ainda têm aquela imagem de filme americano, onde o sótão é um lugar esquecido e empoeirado, mas a realidade brasileira é bem diferente.”

Alguns cuidados devem ser tomados antes de ocupar o espaço, lembra Sandra. O acesso ao sótão deve ser fácil para que o local seja utilizado com freqüência e não vire um depósito. Por isso, escadas fixas são sempre indicadas no lugar dos modelos mais compactos, que podem ser puxados junto com o alçapão.

A iluminação deve ser suficiente para que o morador realize normalmente suas tarefas. Para ambientes escuros, Sandra diz que uma boa opção é a instalação das janelas de telhado, que podem ser colocadas na própria estrutura de sustentação das telhas, sem ocupar espaço.

Outro ponto importante é o cuidado com o conforto térmico do ambiente. Por estar muito próximo das telhas, o sótão costuma ser um lugar quente em dias de sol. O problema pode ser evitado com a colocação de mantas aluminizadas, que além de protegerem contra goteiras e infiltrações causadas pela chuva, também ajudam a manter a temperatura do ambiente em níveis confortáveis, atuando como isolante térmico. “O sótão deve ser um lugar saudável, ou então é melhor nem usá-lo”, avisa a arquiteta.

Sidonio Porto: (0–11) 3812-3170 
Jaime Homem de Mello: (0–11) 3723-4477 
Sandra Perito: (0–11) 5535-4268 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.