11/10/2011

SP reajusta em 5,5% faixas de cálculo do IPTU

Fonte: Agência Estado
SP reajusta em 5,5% faixas de cálculo do IPTU
IPTU (Foto: Divulgação)

Decreto do prefeito Gilberto Kassab (PSD), publicado ontem no Diário Oficial, determinou o reajuste de 5,5% nas faixas de cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) da capital no ano que vem. Na prática, isso altera os índices da tabela usada para calcular o imposto de milhares de imóveis paulistanos. Com a alteração, a cobrança pode até ficar mais barata para alguns contribuintes.

No IPTU é cobrado de 0,8% a 1,6% do valor venal de residências e de 1,2% a 2% de comércio e indústrias. A diferença das alíquotas depende das faixas de valores em que os imóveis estão. Desde 2001 essa tabela é progressiva, ou seja, os mais valorizados pagam uma proporção maior de impostos.

O que o decreto de ontem mudou foram os limites de cada faixa. Imóveis com valor venal de até R$ 77,5 mil, por exemplo, estavam na faixa de 0,8%; agora, entram os que são de até R$ 81.762.

Com o reajuste, o valor do imposto aumenta ou diminui de acordo com o valor venal dos imóveis e a faixa em que eles se encaixam. Um imóvel de R$ 315 mil, por exemplo, antes se encaixava na quarta faixa, com alíquota de 1,4%. Com o reajuste, ele vai cair para a terceira, com alíquota de 1,2%.

A Prefeitura já colocou no site (www.prefeitura.sp.gov.br) os modelos para calcular o imposto. Basta ter o valor venal do imóvel, ver a faixa em que ele está, multiplicar pela alíquota e subtrair a parcela a deduzir.

O valor mínimo para imóveis isentos também cresceu, de R$ 70 mil para R$ 73.850, um reajuste também de 5,5%. A correção inflacionária já estava prevista no orçamento de 2012 apresentado na semana passada pela Secretaria Municipal de Finanças.

LEIA MAIS:

Vizinhos de terrenos abandonados sofrem com desvalorização e riscos à saúde

Governo pretende tomar o imóvel de quem deve IPTU

4 Comentários

  1. Olá prezados do Zap-imóveis, muito grato pela matéria e sobremajoração de impostos IPTU-SP. Devo dizer que os orgãos públicosvivem de arrecadações, portanto como o nosso prefeito de SP. somente arrrecada impostos, o tal de impostômetro lógico todos os imóvesterão que pagar impostos, como sempre Isenção de impostos para SP.Somente na época do Paulo Maluf, e nunca mais.Se pelo menos fizesse o que prometeu em campanha, que bom seria.!!Ano eleitoral, tomara que o povo repensassse.Att.,Mauro.

  2. Infelizmente estamos à mercê deste acinte compulsório, que é o IPTU. Uma pessoa compra o imóvel e no momento da compra recolhe um absurdo de impostos para poder manter um infindável numero de parasitas no legislativo e executivo.Se não existissem tantos parasitas assessorado os incompetentes nos dois poderes, se tivéssemos um concursos público para legitimar esses cargos, assim como no judiciário, teríamos pessoas mais competentes que não necessitariam de tantos assessores para ajudá-los a fazer o que eles deveriam saber fazer.Somente com uma mudança radical neste sistema pernicioso, conseguiríamos ter uma administração austera e competente e assim um imposto mais justo seria suficiente para fazer frente aos gastos do governo de uma forma mais honesta.

  3. em um pais onde as pessoas nao procuram se informar , o artigo de voces foi esclarecedor ,uma boa dica para quem esta comprando ou vendendo imoveis , obrigada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.