30/10/2006

Tanto mega quanto mini

Fonte: O Globo

Móveis em tamanhos especiais fazem a festa de designers e arquitetos

Já foi o tempo em que a norma era o conjunto de sala de estar – com um sofá e duas poltronas. E o jogo de quarto – a cama de casal e duas mesinhas de cabeceira. Tudo muito simétrico e com tamanhos que qualquer vendedor tinha na ponta da língua. Hoje a regra na decoração é que não há regras. E, nas lojas, os móveis de tamanhos especiais, com medidas abaixo ou acima do padrão tradicional, são a cada dia mais requisitados.

No caso de um sofá de três lugares, por exemplo, essas alterações podem significar uma medida 20% inferior à média. Ou 40% acima. São, respectivamente, os móveis dos tipos mini e mega.

– A casa do brasileiro médio diminuiu. Por isso, cresce o número de móveis mais compactos como solução para garantir maior área de circulação – avalia Ademir Bueno, gerente do Departamento de Apoio e Tendências da Tok&Stok.

– Por outro lado, há quem prefira móveis maiores: mais impacto e menos peças. Um ambiente mais limpo – diz Zeco Beraldin, dono da Empório Beraldin, que tem apostado em tamanhos especiais, principalmente acima do padrão.

Menores, mas com o mesmo conforto

Rosane Cunha, arquiteta da IMI, acredita que a tendência dos móveis gigantes também está ligada à onda do home theater:

– Como a TV voltou a ter lugar de destaque, os sofás também passaram a ser mais confortáveis. Tem os que chegam a ter mais de um metro de profundidade.

O designer Fernando Jaeger, por sua vez, acredita que podem conviver na mesma casa móveis dos tipos mini e mega:

– No meu quarto, por exemplo, que é grande, usei um criado-mudo de 50cm de largura, do lado da cama usada por minha mulher, e um modelo de 35cm do meu lado, para não atrapalhar a porta do armário.

Jaeger destaca que as reduções de medida dos móveis não podem alterar a funcionalidade e o conforto. Bueno concorda:

– Nos sofás, enxugamos mais o tamanho dos braços e menos o dos assentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.