03/03/2009

Taxas de juros mostram sinais de queda em 2009

Fonte: Jornal da Tarde

Série histórica do Banco Central aponta redução nas operações de crédito pessoal e cheque especial

Dados divulgados pelo Banco Central indicam que há um movimento de queda nas taxas de juros de operações de empréstimo para pessoas físicas. Os números mostram que há reduções significativas nos porcentuais, como o crédito para aquisição de bens no Santander: em fevereiro, passou de 5,95% para 3,89% ao mês.

Ontem, o Banco Central começou a divulgar na internet (www.bcb.gov.br) um link com o ranking histórico das taxas médias de juros cobradas pelos bancos. A principal vantagem desta ferramenta será permitir a comparação entre os índices ao longo dos meses de forma simplificada.

Por enquanto, a série histórica traz informações apuradas a partir de 5 de fevereiro, data em que o Banco Central mudou a forma de divulgação dos dados. No caso de operações envolvendo pessoas físicas, o órgão traz as taxas do cheque especial, crédito pessoal, aquisição de veículos automotores e compra de bens.

O Banco Central identificou que, no geral, as maiores instituições financeiras estão baixando os juros. As altas, no entanto, não passam de 0,06 ponto porcentual.

Os cortes foram significativos principalmente no crédito pessoal e cheque especial – que está voltando a ser muito utilizado pelos consumidores por conta da escassez de crédito. ?Mesmo com as reduções, as pessoas devem tomar cuidado antes de entrar no cheque especial, pois tem algumas das taxas mais altas do mercado?, alertou a diretora de estudos e pesquisa do Procon, Valéria Rodrigues Garcia. Segundo o economista Marcos Crivelaro, a tendência de redução deve continuar nos próximos meses. ?Os juros devem cair ainda mais, porque a Selic (taxa básica da economia) deve ser reduzida também.?

LEIA MAIS:

Juros cobrados de pessoas físicas  caem

Caixa reduz taxa de juros pela terceira vez em 2009

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.