30/10/2006

Tecnologia aliada à segurança

Fonte: O Estado de S. Paulo

Empresas oferecem kits de equipamentos e prestação de serviços com vigilância 24 horas Planejamento de segurança na planta do edifício é o ideal, pois os custos são diluídos

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisTreinamento – Funcionários têm de ser treinados e devem receber o apoio do síndico e moradores

Clausuras, sensores de presença ao redor do edifício, guarita reforçada ou blindada, monitoramento externo por circuito de TV e botão antipânico. Estes são os itens básicos de um pacote de equipamentos de segurança. A sofisticação da tecnologia depende do padrão econômico do condomínio. É comum aliar a tecnologia a um serviço de vigilantes, o que demanda maior desembolso.

Um alarme pode custar a partir de R$ 150 mil, câmeras com monitores e programas específicos para segurança saem pelo mínimo de R$ 10 mil. A prestação de serviços de vigilância com funcionários terceirizados – sem despesas trabalhistas para o condomínio – custa a partir de R$ 6 mil mensais. A procura por empresas especializadas cresceu nos últimos anos. “A Hagana cresceu 30% no ano passado e 10% só no primeiro quadrimestre deste ano”, afirma o diretor de planejamento do grupo Hagana Chen Gilad.

Com 800 clientes, em toda a capital, e 3 mil funcionários a empresa investe pesado em treinamento e capacitação de pessoal. O foco da empresa é a terceirização.

Segundo o diretor de tecnologia e novos negócios da Fort Knox, Edgard de Souza, a empresa oferece kits, o mais simples com porteiro 24 horas, proteção perimetral com cerca elétrica (baixa voltagem), clausura – quando há dois portões e um se abre somente depois que o outro se fecha – para pedestre e carros e botão antipânico. A partir daí câmeras com monitor, guarita blindada, sistema de códigos para elevadores e vigilantes podem ser acrescentados. Souza faz um alerta: “É preciso ter cuidado com empresas em situação irregular.”

Na avaliação arquiteto da Klabin Segall, Paulo Segall, é possível aliar beleza à segurança. “O próprio projeto arquitetônico causa inibição desde que a guarita seja integrada à fachada do prédio, tudo concebido com segurança.” “Hoje há uma interação entre arquitetos e consultores de segurança, o que não existia antes”, explica o arquiteto Wilson Marchi Junior, do escritório Elizabeth Goldfarb. “O objetivo é harmonizar técnicas construtivas, arquitetura e segurança da melhor forma sem ser agressivo com a cidade.”

Comportamento 

O consultor de segurança, José Elias de Godoy afirma que há três aspectos fundamentais para a segurança – a parte física do prédio (equipamentos), o investimento no treinamento de funcionários e uma política de segurança no condomínio. “O condômino escolhe e paga por equipamentos de segurança e treinamento de funcionários mas não cumpre as regras”, conta. “O morador deve ser o primeiro a dar exemplo e reforçar o comportamento seguro.” Godoy explica ainda que há dois tipos de criminosos que atacam condomínios.

“O oportunista que faz roubos eventuais, e o profissional que escolhe a vítima, planeja a ação, usa armamento pesado e chama a atenção de todos.” Na avaliação do diretor da Itambé Condomínios, Fernando Oliveira Martins Filho, as administradoras devem pesar a necessidade do síndico de adequar equipamentos de segurança eficazes aos custos das empresas de segurança.

“O ideal é o planejamento da segurança ainda na fase de planta do prédio, assim os custo são diluídos”, diz o diretor de condomínios da Itambé Luís Henrique Ramalho. “É preciso que o síndico dê o apoio necessário ao porteiro para que as regras de seguranças sejam obedecidas.” A gerente de operações da Hubert Condomínios, Helen Sun diz que a administradora faz projetos voltado para a segurança, consultoria e implementação de procedimentos. “Vistoriamos as equipes de segurança até durante a madrugada.”

Para o diretor de condomínios da Robotton, Ramiro Alves de Moura vale a pena investir e garantir a segurança dos moradores. “Temos de aliar equipamentos, treinamento de pessoal e a conscientização dos moradores.”

Serviço – Informações
www.fortknox.com.br 
www.hagana.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.