13/12/2017

Tendência: Bancada de madeira na cozinha

Conheça os prós e contra e saiba como fazer a sua

Fonte: ZAP em Casa

Um dos maiores dilemas de quem está reformando e decorando a casa com certeza é sobre a escolha do tampo da pia da cozinha. Granito, Limestone, mármore, quartzo… as opções são muitas, mas se você costuma buscar referências na internet, sabe que elas não param por aí. Os tampos de madeira são uma novidade para o público brasileiro, mas velhos conhecidos do mercado internacional. Ainda não conhece? Veja os prós e contras do material e saiba como incluí-lo na sua casa.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Para começo de conversa, você precisa saber que não é fácil encontrar quem faça esse tipo de balcão no mercado, por isso, talvez você mesmo tenha que colocar a mão na massa para ter um em sua cozinha.

(Foto: Reprodução/Pinterest)

Foi assim com Fabiano Delmondes, dono do perfil de decoração do Instagram, @ApartamentodeHomem, que criou sua própria bancada após procurar sem sucesso pelo produto.

“Fiz por falta de mão de obra especializada, inclusive sofri certa resistência, muitos por não conhecerem essa tendência até desanimavam e queriam me fazer mudar de ideia. Depois que descobri a simplicidade de confeccionar a bancada, resolvi fazer”, conta ele.

E, segundo ele, mesmo que a madeira necessite cuidados extras, o resultado não gerou nenhum arrependimento.

(Foto: Divulgação/@apartamentodehomem)

Vantagens e desvantages

Entre os benefícios dessa escolha, a designer de interiores Camila Casagrande diz que a principal tem tudo a ver com o “faça você mesmo”: “A maior vantagem é a instalação dessa bancada já que é só ter que envernizar/impermeabilizar a madeira para a bancada”.

(Foto: Shutterstock)

Esse modelo de balcão também tende a deixar a cozinha mais aconchegante, além de ser uma opção mais econômica: “Faz menos sujeira e agride menos o ambiente já que tanto o eucalipto quanto a teca, as madeiras mais usadas em bancadas, são produzidas através de reservas de reflorestamento”, completa Fabiano.

Já entre as desvantagens o destaque é para a atenção redobrada com as panelas. O ideal é que você opte pela pia de madeira caso não cozinhe tanto, mas preze pela estética do ambiente, pois com utensílios muito quentes e objetos pontiagudos podem danificar a superfície.

Mãos à obra

Se independente das desvantagens você ainda é apaixonado pela pia de madeira, coloque as mãos para trabalhar e faça a sua própria peça com as dicas abaixo.

(Foto:Reprodução/Pinterest)

A escolha da madeira:

A primeira providência é comprar a madeira, Fabiano Delmondes conta que usou o eucalipto para fazer sua bancada e explica: “Tanto o eucalipto quanto a Teca são madeiras muito resistentes, que com manutenção periódica garantirão a longevidade da bancada”.

O passo a passo:

Depois de escolher a madeira de sua preferência, você precisa pedir que a madeireira corte o painel nas dimensões específicas da sua bancada. Fabiano explica que ele mesmo fez os recortes da cuba, do cooktop e da torneira, mas você pode pedir a um marceneiro, por exemplo.

“A segunda coisa é lixar a madeira, eu comecei com uma lixa de 150 grãos, depois passei para a lixa de 220 grãos e por último a de 320 grãos”, conta o criador do Insta @apartamentodehomem.

“O terceiro passo é a aplicação do verniz marítimo, antes da aplicação é necessário remover todo tipo de partícula sobre a madeira, este processo pode ser feito com um pano levemente umedecido”, continua ele.

Para a aplicação do verniz, você pode usar um pincel de cerdas macias, aplicando o produto sempre na direção dos veios da madeira num movimento constante e linear. Após passadas as 12 horas da primeira demão, lixe novamente a madeira suavemente com a lixa 320. Para as demais demãos não é necessário lixar. Ao todo, você vai precisar passar três demãos do verniz, com intervalo de 12 horas entre elas.

A manutenção:

Camila Casagrande explica que a necessidade de manutenção vai muito da percepção de quem usa a bancada no dia a dia: “Quando começar a mostrar sinais de descascar é ideal reaplicar o verniz marítimo para que não danifique a madeira”, conta ela. Essa renovação do verniz vai garantir que a impermeabilização se mantenha, assim como o filtro solar.

Como combinar:

Você já deve estar convencido de que para uma cozinha ainda mais aconchegante a madeira deve ser o destaque. Mas Camila também indica o estilo rústico como referência: “Apostar numa decoração alternativa com as panelas e frigideiras aparente combinam bastante com o estilo rústico, assim como o ferro e cobre. O uso de ladrilho hidráulico também combina muito com esse”, aconselha ela.

+ “Socorro, ZAP! Solidário” transforma cozinha de ONG que abriga mulheres

+ Decoração retrô segue em alta nas cozinhas

+ Saiba como acertar na decoração de cozinha

+ Veja como criar uma luminária de LED para a bancada da cozinha

+ Inspire-se para ter uma cozinha colorida

+ Saiba os truques de uma cozinha sem armários

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.