03/02/2007

Tome muito cuidado na hora de pôr a casa abaixo

Fonte: Jornal da Tarde

Demolições exigem mais que marretas e picaretas. A legislação pede normas e documentação adequadas

Clayton de Souza/AEZap o especialista em imóveisÉ preciso atenção na hora de contratar uma empresa de demolição, além de requerer documentação adequada

Em alguns casos, antes de iniciar a construção de um imóvel, é necessário fazer a demolição. Mas, ao contrário do que se possa imaginar, demolir não é apenas sair quebrando as paredes, colocar tudo abaixo e transformar o imóvel em um terreno cheio de entulho. “É imprescindível fazer um planejamento prévio”, ensina o presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (Ibape-SP), Tito Lívio Ferreira Gomide.

No planejamento, feito por um engenheiro, pode-se detectar nos elementos estruturais da construção possíveis áreas de perigo. “Caso existam partes frágeis, que corram o risco de desabamento, o profissional pode identificar e elaborar a ordem seqüencial adequada para que a demolição seja feita, sem oferecer riscos aos trabalhadores”, conta Gomide.

Para evitar problemas com os vizinhos, o presidente do Ibape recomenda que seja feito o Laudo da Vizinhança – estudo que atesta o estado de conservação dos imóveis ao redor da obra para, em caso de danos durante a demolição, determinar responsabilidades para o caso de reparos ou indenizações. O Ibape-SP (telefone 3875-7350) indica peritos para realizar o Laudo da Vizinhança.

Para uma demolição, assim como uma construção, também é necessário um alvará, concedido pela Subprefeitura em que o imóvel está localizado.

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração é a contratação de uma empresa de demolição. O JT pesquisou entre várias entidades da construção civil, mas não encontrou nenhum sindicato ou associação que regule esse setor. Portanto, os cuidados devem ser redobrados.

“A empresa deve fornecer ao contratante uma descrição completa da operação de demolição que será realizada”, ensina o coordenador da divisão técnica de estruturas do Instituto de Engenharia de São Paulo, Natan Jacobsohi Levental.

Nesse documento devem constar os itens utilizados para a segurança dos funcionários e da obra. “Exija que esses itens estejam especificados no contrato de serviço e certifique-se de que a empresa segue as normas de segurança exigidas ”, alerta Levental. “Lembre-se que, em uma obra de demolição, o risco de acidentes é maior do que em construção.”

Para Gomide, é importante verificar se as condições oferecidas são reais. “Converse com outros clientes da empresa para saber se tudo o que foi prometido foi cumprido e fale com os vizinhos das obras executadas pela demolidora.”

 

Leia também

 

“Quebrando tudo” e ainda levando dinheiro com isso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.