27/04/2009

Trabalhadores da construção civil fazem greve em SP

Fonte: O Estado de S. Paulo

Trabalhadores reivindicam reposição da inflação e aumento real de 5,5%; cesta básica de 40 quilos (a atual tem 30 quilos); vale-refeição no valor de R$ 20; participação nos lucros das empresas; jornada semanal de 40 horas e lavanderia no local de trabalho

Os trabalhadores da construção civil iniciaram a zero hora de hoje uma greve geral de advertência com duração prevista de 24 horas, segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP).

Por volta das 7 horas desta segunda-feira, três grupos estavam formados na região sul de São Paulo e preparavam-se para se dirigirem em passeata e se encontrarem por volta das 9h30 na região da Avenida Luís Carlos Berrini, também na zona sul, de acordo com o Sintracon.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, Paulinho, e o presidente do Sintracon-SP, Antonio de Sousa Ramalho, comandarão a passeata. O sindicato representa 300 mil trabalhadores distribuídos em mais de 9 mil canteiros de obras.

Os trabalhadores reivindicam reposição da inflação e aumento real de 5,5%; cesta básica de 40 quilos (a atual tem 30 quilos); vale-refeição no valor de R$ 20; participação nos lucros e resultados das empresas; jornada semanal de 40 horas e lavanderia no local de trabalho. Eles também reivindicam alteração no piso salarial da categoria, separado por função.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.