03/08/2007

Tranqüilidade junto ao “”boom”” comercial

Fonte: Jornal da Tarde

A ‘invasão’ da Barra Funda pelos novos empreendimentos tem alterado a rotina de muitos moradores do bairro, antes mais tranqüila e, agora, agitada pelo corre-corre de advogados, juízes, novos comerciantes e moradores recém mudados. Muita movimentação…

Exceto na rua onde mora a professora Ana Cristina Pereira Gomes. Encravada no meio de uma área predominada por prédios comerciais – como os fóruns Trabalhista e Criminal e da Federação Paulista de Futebol – a Rua Doutor João Fairbanks é a única da localidade onde a procura por imóveis supera a oferta.

“Esse pedaço da Barra Funda é diferente dos outros. Aqui tem mais residências. Essa minha rua é a mais tranqüila. No resto, o pessoal está querendo vender para virar comércio”, conta a professora. A chegada dos empreendimentos comerciais nos últimos anos, aliada à futura instalação de um campus da Unesp (Universidade Estadual Paulista) nas proximidades da rua Doutor João Fairbanks têm espantado muitos moradores do entorno da Avenida Marquês de São Vicente.

Pelo menos quatro casas à venda foram localizadas em dois quarteirões que circundam a residência de Ana Cristina. “Quando o metrô veio para cá, nós começamos a sentir a diferença. Depois veio o fórum e a Federação Paulista de Futebol. O movimento aumentou bastante aqui em volta”, relata ela.

A rua onde também moram outros familiares da professora acabou se tornando a única da parte baixa da Barra Funda onde é possível encontrar tranqüilidade durante o dia. “Esse pedaço é o mais cobiçado para moradia. As crianças até brincam na rua”, diz.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.