31/03/2007

Trazendo o ar do campo para casa

Fonte: Jornal da Tarde

Acabamento rústico, além do requinte, cria ambientes harmoniosos com a natureza

Marcio Fernandes/AEZap o especialista em imóveisSala com textura de parede rústica e piso feito com peroba esbranquiçada, combinando com os móveis

Do lado de fora, o chão de asfalto se divide entre os muros de concreto. Do lado de dentro, a madeira de demolição sustenta as paredes que, sem pudor, exibem seus tijolos. Da varanda para lá, buraco nas ruas e estresse no trânsito. Dela para cá, um jardim japonês rodeado por pedriscos ao melhor estilo ‘zen’. Sob o céu das grandes cidades, inspira-se poluição. Sob o teto de bambu, um ‘ar rústico’.

A tentativa de fuga do caos urbano e a busca por uma atmosfera alternativa e melhor qualidade de vida têm levado muitos moradores, tanto de casas quanto de apartamentos, a investir nas linhas ecológicas dos materiais de construção e decoração. São aqueles que querem trazer para dentro de suas casas alguns elementos da natureza que as deixem parecidas com aquele clima de sossego do campo. Um estilo que o mercado já define como uma tendência que vem conquistando os consumidores. Algo batizado de rústico, mas que, nem por isso, deixa de ser moderno.

Enquanto o sonho daquela casa de madeira no topo da montanha ou daquela casinha de sapé à beira do mar ainda é irreal, o segredo é investir no acabamento. Uma grande variedade de produtos no mercado deixa o consumidor com um vasto leque de opções em mãos. Pisos de madeira de demolição, granito ou mármore, paredes com tijolo aparente, forro de bambu, sapé, pedra mineira, cerâmica, tecidos orgânicos ou com fibras naturais, pastilhas de côco, cimento queimado e lajota são os recursos mais procurados, segundo especialistas.

“Hoje, a tendência é trazer a natureza para dentro de casa. Deixar os ambientes mais aconchegantes e agradáveis, trabalhando com revestimento ecológico e elementos rústicos”, observa a arquiteta Paula Weberman, que elabora projetos rústicos em seu escritório.Segundo ela, ao contrário do que se pensava antigamente, hoje é possível trabalhar com elementos rústicos em todos os ambientes da casa. “No quarto, por exemplo, você pode revestir a cabeceira da cama com fibras naturais. Já na varanda, pode-se fazer um deck com um jardim japonês, que é o sonho de consumo de muitos”, conta.

Embora possa ser considerada antagônica, a mescla do acabamento rústico da casa com os mais recentes e modernos produtos eletrodomésticos e eletroeletrônicos, como também com as mobílias, pode ser harmoniosa. “Uma mesa de jantar com madeira de demolição rústica casa perfeitamente com uma cadeira de aço ou acrílico”, exemplifica. Não é à toa que a rusticidade não é mais uma característica encontrada somente nas áreas sociais dos condomínios. Ela já pegou o elevador e hoje toma os apartamentos daqueles que prezam a simplicidade sem perder o conforto.

Leia também

Perdendo o brilho… E isso é bom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.