20/01/2008

Tubulação só para óleo usado

Fonte: O Globo

Construtora estuda projeto que proteja o meio ambiente

André MelloZap o especialista em imóveis

O óleo de cozinha usado — que, despejado pelo ralo da pia, é um grande poluidor do meio ambiente — está na mira do mercado imobiliário. A Ecoesfera Empreendimentos Sustentáveis, incorporadora que, em seus projetos, já lança mão de recursos ecológicos como energia solar e captação e reaproveitamento da água da chuva, estuda agora a implantação de uma tubulação especial, na cozinha dos apartamentos de seus empreendimentos, por onde o morador poderá despejar o óleo.

A idéia é que o condomínio recolha o líquido em tambores instalados na base da tubulação e o venda para ONGs que fazem a reciclagem. No Rio, o Ecolife Freguesia, lançado no fim do ano passado, além de três empreendimentos que serão lançados no primeiro semestre deste ano — o Ecolife Recreio, o Ecoway Mapendi, na Taquara, e o Ecoway Campo Grande — terão o sistema de coleta de óleo.

De acordo com Luiz Fernando Lucho do Valle, presidente da empresa, os técnicos estão estudando a melhor forma de descartar o líquido, já que ele adere às tubulações de PVC, com risco de entupimento e, também, de incêndio:

— Um dos caminhos em avaliação é a criação de garrafas de PVC que seriam distribuídas para que cada apartamento coletasse o óleo usado. E essas garrafas seriam despejadas na prumada específica. Ainda não é a solução definitiva, mas que vamos fazer, vamos — diz Valle.

Comprado por ONGs que trabalham com reciclagem de óleo a R$0,25, o litro, um prédio de cem apartamentos que colete dois litros por imóvel, mês, vai gerar uma receita extra de R$50:

— É claro que o valor é o menos importante. O que importa é evitar o problema ambiental e ainda gerar alguma receita — acrescenta o empresário.

Outra novidade dos empreendimentos da Ecosfera será o telhado verde. Valle lembra que, em algumas regiões da Europa, esse elemento arquitetônico é obrigatório. A idéia é que a evapotranspiração (processo por meio do qual a vegetação e o solo enviam para a atmosfera umidade) e a sombra produzidas pelas plantas na cobertura dos prédios ajudem a eliminar o efeito de calor produzido pelo excesso de prédios e asfaltos:

— As ilhas de calor urbanas elevam a temperatura de seis a oito graus em áreas urbanas e suburbanas, o que acaba aumentando a demanda por aparelhos de ar-condicionado. Além disso, o telhado verde diminui as enchentes urbanas, por que retém a água da chuva em seu substrato e raízes, e age como um filtro, retendo as impurezas do ar.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.