16/12/2007

Tudo para ganhar os tijucanos

Fonte: Jornal EXTRA

Empresas fazem lançamentos para quem tem um perfil bairrista

Sua infra-estrutura é invejável: não lhe faltam unidades de saúde e ensino, comércio, praças, serviços, opções de transportes, clubes e academias, entre outros atrativos. Mesmo assim, boa parte de seus imóveis sofreu uma desvalorização nos últimos anos, por ter sido palco de muitos casos de violência. Agora, mesmo não estando livre de problemas relacionados à falta de segurança (que, diga-se de passagem, se fazem presentes em toda a cidade), a Tijuca volta a ser uma aposta do mercado. E os alvos das empresas do setor são justamente aqueles que conhecem bem as qualidades do bairro: seus moradores.

— Quem nasceu na Tijuca é bairrista, no melhor sentido da palavra. Muita gente cresceu com parentes e amigos que também vivem na região, o que ajudou a desenvolver uma grande ligação afetiva com vários lugares. Ruas, shoppings, restaurantes e salas de aula, por exemplo, fazem parte da história de cada um. Hoje, há uma grande demanda por empreendimentos na Tijuca. Ela é representada por pessoas que não querem deixar de viver no bairro — diz Rodrigo Caldas, vice-presidente da construtora Concal.

Caldas tem motivo para fazer tal afirmação: o empreendimento Conde De Place, lançado este mês pela Concal com uma previsão de R$24 milhões em volume de negócios, já teve cerca de 80% de suas unidades vendidas.

— A maioria dos compradores é gente que vive na Tijuca — revela Caldas, acrescentando que sua empresa já procura terrenos para lançar outros empreendimentos no bairro.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.